turismo-sustentavel-dicas-para-viajar-bem-fazendo-o-bem-blog-nutrify

Turismo Sustentável: 10 dicas para viajar bem fazendo o bem

Passando tanto tempo em casa, pensamos como nunca em viajar. Mas como fazer isso de forma mais sustentável? Confira nossas dicas.

Viajar é uma delícia. E no ano em que o isolamento foi a palavra da vez, a vontade de fazer as malas e sair por aí (assim que possível com segurança) bate ainda mais forte.

A pausa forçada nas viagens nos dá a oportunidade de olhar com mais carinho para a pauta do Turismo Sustentável e construir um “novo normal”, melhor para todos e para o planeta, também nesse quesito.

Quando a gente pensa em viagens, tende a olhar só o lado mais legal da história: diversão, relax, lugares incríveis, fotos ótimas para postar…, mas nem tudo são flores.

O turismo muito além da nossa mala

A indústria do turismo é apontada como a segunda maior atividade econômica do mundo (segundo dados da OMT) em geração de divisas e empregos, contribuindo com 10,2% do PIB global (2016). Números tão expressivos refletem impactos gigantescos, positivos e negativos.

Geração de emprego e renda, intercâmbio cultural, exportação de produtos, ricas experiências para turistas e comunidades locais, entre outros, são fortes pontos positivos. Já os negativos ficam por conta da alta emissão de carbono (ligada diretamente ao aquecimento global), excesso de lixo, gentrificação, dilapidação de patrimônios naturais e culturais, etc.

O Turismo sustentável busca formas de manter o melhor que as viagens nos proporcionam e reduzir o que elas têm de problemático. Assim, a gente consegue desfrutar uma ótima experiência hoje e garante que nossos filhos e netos possam fazer o mesmo no futuro, e não tenham que conhecer lugares incríveis só por fotos e registros históricos.

Como se faz turismo sustentável, afinal?

A Organização Mundial do Turismo define Turismo Sustentável como:

“O turismo que considera plenamente seus atuais e futuros impactos econômicos, sociais e ambientais, abordando as necessidades dos visitantes, da indústria, do meio ambiente e das comunidades locais

Ou seja, Turismo Sustentável não significa turismo de natureza, mas uma forma de fazer turismo que equilibre os 3 pilares da sustentabilidade: sociocultural, econômico e ambiental.

Para que ele aconteça, é necessário um esforço coletivo do mercado, dos governos e também dos turistas. Empresas precisam investir em novos modelos de atuação, ao poder público cabe desenvolver políticas de estímulo a iniciativas sustentáveis e preservação de biomas, por exemplo.

E nós? O que fazer para que a viagem dos sonhos não vire um pesadelo para as pessoas nem para a natureza?

10 DICAS PARA PRATICAR UM TURISMO MAIS SUSTENTÁVEL:

Escolha com cuidado

Pesquise sobre as práticas de sustentabilidade (ambientais e sociais) das operadoras, hotéis e destinos que você pretende visitar. Certificados e premiações relacionadas ao tema podem ser bons indicadores.

Equilibre os destinos

Muitas vezes, atravessamos o mundo em busca de uma atração ou paisagem e desconhecemos maravilhas que podem estar pertinho de nós, ainda mais em um país tão grande e diverso como o Brasil. Claro que você pode querer conhecer o Japão! Mas procure intercalar viagens distantes com o turismo doméstico. Além de reduzir as emissões de carbono, você estimula a economia local.

Reveja a agenda

Sempre que possível, prefira viajar na baixa temporada do seu destino. A alta concentração de turistas aumenta os impactos ambientais no local.

Hospede-se com os menores

Priorize acomodações de iniciativas locais, como pousadas e pequenos hotéis, em vez das grandes redes internacionais. Além do charme, aconchego e experiência cultural mais genuína, você contribui para que o dinheiro gerado pelo turismo fique com a comunidade que está recebendo você.

Coma local

Viajar tem a ver com se abrir para o novo, mais do que reproduzir nosso dia a dia num cenário diferente. Procure consumir alimentos e bebidas locais, feitos com ingredientes nativos. Além de expandir seu paladar, você gera menor emissão de CO2 (isso vale em qualquer lugar do mundo).

Repense os deslocamentos

Especialmente se for fazer turismo urbano, priorize caminhar, usar transporte público ou alternativas como a bicicleta para conhecer a cidade. Além de reduzir sua pegada de carbono, você ainda corre o “risco” de conhecer lugares e pessoas incríveis que não estavam no programa.

Integre-se

Respeite a cultura, as políticas e as normas locais. Observe os costumes com atenção, na dúvida, pergunte antes de fazer qualquer interação que possa ser mal aceita em seu destino, mesmo que ela seja normal em seu local de origem.

Não deixe nada para trás

A regrinha de ouro de evitar o uso de descartáveis vale em qualquer lugar. Use e abuse da sua mochila para carregar garrafinhas, guardanapos, sacolas para compras e tudo o mais que possa ser reutilizado.

Não leve nada com você

“Ah, é só uma folha”, “uma pedrinha não vai fazer falta”. Nosso gesto pode ser realmente inofensivo de forma isolada, mas temos que pensar em escala. Mesmo sem intenção podemos ser predatórios… Guarde as belezas em imagens e lembranças.

Não contribua com a exploração animal

Fuja de passeios que prometem “interação” com animais selvagens. Em sua maioria, são atividades altamente exploratórias, nas quais os animais são dopados e tratados de forma cruel para manifestarem um comportamento não natural. Se você ama animais, procure visitar santuários e reservas comprometidas com a preservação das espécies.

Tem alguma outra dica simples de colocar em prática por qualquer pessoa? Conte para a gente!

Referências:

https://viajarverde.com.br/turismo-sustentavel/

https://gamarevista.com.br/semana/pode-viajar/nao-existe-turismo-sustentavel-no-brasil-entrevista-sobre-viagem-reputacao-do-brasil/

https://upis.br/blog/turismo-sustentavel/

https://www.uol.com.br/nossa/viagem/noticias/deutsche-welle/2019/08/19/veja-17-dicas-para-se-tornar-um-turista-sustentavel.htm

http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/598053-o-turismo-em-tempos-de-covid19-nada-sera-como-antes-amanha

http://www.turismo.gov.br/images/pdf/06_06_2016_mtur_guia_turismo_sustentabilidade.pdf

As atrações turísticas mais cruéis com animais e como não corroborar com elas

https://www.akatu.org.br/noticia/10-dicas-para-praticar-um-turismo-sustentavel/

http://iniciativassustentaveis.turismo.gov.br/

https://www.worldanimalprotection.org.br/sites/default/files/media/br_files/guia_turista_amigo_dos_animais-pt.pdf

https://www.worldanimalprotection.org.br/blogs/turismo-com-silvestres-diversao-baseada-na-exploracao-animal

Rolar para cima