Constituição do leite de coco em pó e cuidado com tabelas nutricionais

Atualmente, uma parte da população opta por não consumir leite de vaca e seus derivados na alimentação, os motivos são diversos: alergia, intolerância, questões éticas ou mesmo sabor, e um dos substitutos que tem ganhado bastante popularidade é o leite de coco em pó.

Quando prescreve um alimento ou suplemento, o nutricionista pensa em encaixar os macronutrientes na dieta de acordo com as necessidades individuais de cada paciente.

SAIBA MAIS:
COMPRE JÁ OS PRODUTOS DA NUTRIFY
CURTA NOSSO INSTAGRAM

Quando se prescreve um produto comercial, todos os nutrientes contidos nesse produto são contabilizados. É importante verificar que nessas fórmulas, além do leite de coco em pó, naturalmente fonte de lipídios, podemos ter veículos na forma de carboidratos, na maioria das vezes, maltodextrina ou tapioca. Sabemos que o cálculo do total de carboidratos do dia deve contabilizar toda e qualquer fonte, mesmo em pequenas quantidades. Na comparação entre alguns produtos dessa categoria, podemos ver claramente as diferenças nas tabelas nutricionais:

leite de coco

Se considerarmos que os produtos não contêm fibra, e nos atentarmos para a quantidade total da porção e da divisão dos 3 macronutrientes, temos uma diferença de peso das porções.

No produto 1, são 30 g por porção, porém na soma de 3 g de carboidratos + 1,5 g de proteína + 15 g de lipídeos, temos 19,5 g. O que levanta a dúvida: qual é a fonte nutricional dos 10,5 g restantes, não declarados?

Situação similar acontece no produto 2, em que nas 25 g da porção temos 8,4 g de carboidratos + 1 g de proteína + 10 g de lipídios, totalizando 19,4 g e 6 g de nutrientes não declarados.

Por fim, o produto 3, com 12 g na porção, tem 3,12 g de carboidratos + 0,72 g de proteína + 7,68 g de lipídeos, contabilizando 11,5 g, resultado mais fidedigno em relação à tabela nutricional que o dos demais.

Se o nutricionista trabalha, por exemplo, com um paciente que necessita de um ajuste de carboidratos para não prejudicar sua saúde, como um portador de diabetes, a constituição completa dos nutrientes do produto é imprescindível para o cálculo nutricional correto.

Claims podem ser sedutores, por isso é de suma importância que as tabelas nutricionais relatem fielmente todos os nutrientes que compõem a fórmula. Consumidores e profissionais de nutrição devem exigir essa transparência das marcas.

Seu e-mail não irá aparecer. Campos obrigatórios *

*

Pular para a barra de ferramentas