Somos o que comemos? - Nutrify

Somos o que comemos? Nutrição equilibrio metabólico e saúde

Não é de hoje que ouvimos falar sobre a importância de uma alimentação equilibrada. E porque esse assunto é tão recorrente? Simplesmente porque, além de nos fornecer a energia necessária à sobrevivência e realização de atividades diárias, as substâncias provenientes daquilo que comemos formam nosso corpo. 

Somos o que comemos. Hormônios, neurotransmissores, enzimas digestivas, cabelos, pele, órgãos, células sanguíneas… cada estrutura de nosso organismo é formada ou afetada, direta ou indiretamente, pelos componentes de nossa dieta habitual.

Sendo assim, o velho ditado “você é o que você come” é a mais pura verdade, certo? Apenas em partes!

Busque uma alimentação equilibrada

Somos o que comemos, digerimos, absorvemos e metabolizamos. Quando qualquer parte desse ciclo não funciona adequadamente, podemos desenvolver desequilíbrios metabólicos capazes de afetar nossa saúde e bem-estar. Um dos principais objetivos da nutrição humana é melhorar cada um desses aspectos para assegurar um estado de nutrição corporal ótima, ou o mais próximo disso possível.

O corpo humano é como um laboratório onde muitas reações bioquímicas acontecem simultaneamente, para que aconteçam da forma esperada, o equilíbrio metabólico é absolutamente essencial. A dieta habitual está diretamente relacionada a esse equilíbrio, já que fornece nutrientes que originam reagentes, ou seja, elementos que contribuem diretamente para essas reações bioquímicas. Esse equilíbrio não se dá de modo igual para todos, fatores individuais precisam ser considerados, por isso cada indivíduo requer abordagem e estratégia nutricional personalizadas.

O que determina a alimentação saudável?

Dicas para ter uma alimentação saudável:

  • Evite o consumo de óleos vegetais e manteigas;
  • Consuma menos sal e açúcar;
  • Beba um mínimo de 2 litros de água por dia;
  • Evite alimentos com conservantes;
  • Procure uma alimentação variada e colorida;
  • Coma entre 3 a 5 porções de frutas por dia;
  • Coma em intervalos regulares de 3 horas.

Saúde e bem-estar: somos o que comemos

A esta altura, já deve estar clara para você a relevância da dieta habitual em nossa saúde e bem-estar, ainda assim, separamos alguns exemplos práticos de como aquilo que colocamos em nosso prato afeta nosso dia a dia:

  • A alimentação está envolvida na prevenção e no tratamento de várias doenças, incluindo algumas de alta prevalência no mundo, como obesidade, diabetes tipo II e desordens cardiovasculares.
  • A dieta habitual influencia diretamente a performance em treinamentos esportivos e competições, mas não só! O desempenho em atividades comuns do dia a dia, como trabalhar, estudar, caminhar, dançar, e muitas outras, também pode ser melhorado com a adoção de uma dieta balanceada.
  • A composição da dieta tem papel significativo na estética facial e corporal, ajudando a melhorar pele, unhas, cabelos e contorno corporal.
  • Nutrientes adequados oferecem proteção antioxidante contra a produção exacerbada de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e desenvolvimento de diversas doenças.
  • O que comemos pode influenciar funções neurológicas e até o humor.
  • A dieta é um dos fatores ambientais mais importantes relacionados à expressão gênica, influenciando diretamente o estado de saúde e bem-estar do indivíduo ao longo da vida.

Como você vê, comer de modo saudável não é apenas uma questão de emagrecer ou engordar. Somos o que comemos, logo, a nutrição é uma ferramenta importante para nos ajudar a viver plenamente o melhor que a vida tem a oferecer!

Rolar para cima