Selo eureciclo | Blog Nutrify

Selo eureciclo [Atualizado em 2022]

Muito mais do que uma marca, um ideal de vida.

Apesar do tema reciclagem estar presente no dia a dia de todos nós há muito tempo, sempre existem novas informações relevantes para serem exploradas e divulgadas.

Esse é o caso da eureciclo, um selo que busca resolver essa questão tão importante de forma apaixonada, inovadora e eficaz.

O começo de tudo

Lá em 2015, no coração de uma das mais prestigiadas faculdades de negócios do mundo, a Kellogg School of Management, nos EUA, nascia a New Hope Ecotech, uma empresa de tecnologia e impacto social.

Ela tem como seu principal objetivo criar tecnologias para o setor de reciclagem que ajudem na melhoria da gestão desse setor e na transparência dos dados. Através dela, foi criada a tecnologia de rastreamento de resíduos que hoje é utilizada no operacional da solução eureciclo.

Selo eureciclo | Blog Nutrify

Mas afinal, o que é o selo eureciclo?

Foi-se o tempo em que as empresas precisavam se preocupar apenas em colocar bons produtos na prateleira.

Desde 2010, devido a Política Nacional de Resíduos Sólidos, elas também são responsáveis pelas embalagens que saem das prateleiras e vão para a casa dos consumidores e depois para seus lixos. Com tantas etapas, fica muito difícil para as empresas rastrearem onde todas as embalagens foram parar e comprovar suas ações para reduzir o seu impacto ambiental.

É aí que entra a eureciclo: ela faz a logística reversa das embalagens através do conceito de compensação ambiental em parcerias com diversas cooperativas e operadores de reciclagem para garantir que a mesma quantidade de embalagem gerada pelas empresas será reciclada. Ou seja, a cada produto vendido uma quantidade igual do mesmo material da embalagem será reciclada em algum ponto de reciclagem no Brasil.

Muito legal, né?

Qual a importância do selo?

O selo eureciclo é um diferencial de comunicação para as empresas que a adotam. Ao carregar a marca, elas podem comunicar seu engajamento com a valorização do trabalho de operadores de coleta e triagem, enquanto os consumidores podem reconhecer e optar por marcas que investem no desenvolvimento da cadeia de reciclagem do Brasil. Além disso, é através do selo eureciclo que se criam e divulgam conteúdos que buscam promover educação e conscientização ambiental para o público em geral.

Outra questão fundamental é facilitar a comunicação da compensação ambiental de embalagens pós-consumo, sendo possível ser aplicado em rótulos ou utilizado nas comunicações online e offline da empresa parceira.

E por último, mas não menos importante, através do conceito de compensação ambiental, a eureciclo garante que as marcas que o carregam destinam recursos para o desenvolvimento da cadeia de reciclagem, estabelecendo-se como uma solução para a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que determina a meta de 22% de logística reversa das embalagens geradas pelas empresas.

Qual a importância da logística reversa para o meio ambiente?

O termo pode ser complicado, mas sua função é simples e de extrema importância. A logística reversa consiste em garantir uma destinação ambientalmente adequada dos resíduos. Assim, as empresas têm um papel decisivo em retornar esses resíduos para o ciclo produtivo.

Como diz a famosa frase “na natureza nada se perde, tudo se transforma”, certo? Essa afirmação traz uma boa visão do conceito de logística reversa.

Resumidamente, trata-se de devolver à cadeia produtiva aqueles resíduos que já foram descartados, para que não acabem na natureza.

Veja o passo a passo:

Indústria – Distribuidor – Varejo – Consumidor – Coleta e triagem – Reciclagem

Qual a relação entre logística reversa e sustentabilidade?

Ao incentivar ações de coleta de resíduos, a logística reversa ajuda a dar um destino aos materiais como plástico, vidro, alumínio e papel, por exemplo. Essa ação colabora com a cadeia de reciclagem e para o meio ambiente, já que evita que os materiais – que podem levar mais de 100 anos para se decompor – acabem em aterros ou lixões.

Conscientização e educação ambiental

Como já mencionamos, a eureciclo considera a educação ambiental como um importante pilar de atuação. Por isso, eles buscam gerar conteúdos relevantes e acessíveis sobre atitudes e hábitos de consumo conscientes, notícias, dicas de descarte e reciclagem, além de e-books e relatórios que auxiliam os consumidores e empresas a serem mais sustentáveis.

Reciclagem no Brasil

Segundo dados do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), apenas 2,1% do total coletado no Brasil é reciclado.

Você pode estar se perguntando quais os motivos para esse número ser tão baixo. Nós te respondemos.

Infelizmente a reciclagem tem dificuldades para avançar no Brasil muito por questões primárias, como por exemplo apenas 41,4% da população ter acesso à coleta seletiva. Segundo estimativas, essa situação deve se alterar até 2040 com um planejamento para que 72,6% tenham acesso a esse serviço básico, fazendo com que 20% do material coletado seja reciclado.

Selo eureciclo | Blog Nutrify

Lixo zero. O que significa?

O conceito lixo zero é a busca pelo máximo aproveitamento dos resíduos, desde a produção até a utilização do material. Mas o mais importante é a mudança de mentalidade e estilo de vida das pessoas, o que fará evitar que resíduos sem necessidade sejam gerados.

A meta é que os ciclos dos resíduos sejam naturais e circulares. Sabe o que significa isso? Simples: os produtos devem ser projetados permitindo o reaproveitamento, recuperação e o uso pós-consumo.

Desse modo, lixo zero está relacionado ao conceito de sustentabilidade, que diz respeito a ações que preservem condições dignas para a sobrevivência das gerações futuras.

Lixo e resíduo: você sabe diferenciar?

Lixo é uma palavra que pode ser generalizada de muitas formas. Normalmente associamos a todo e qualquer tipo de objetos ou restos que não são mais úteis, o que necessariamente não está errado. Mas existem outros termos relacionados, como por exemplo resíduos, o que pode gerar uma certa confusão.

Vamos esclarecer de uma vez por todas essa dúvida?

*Lixo: resumidamente, são todos os resíduos gerados pelo homem e que não possuem mais utilidade. Ah, um detalhe importante é que antigamente o lixo produzido nas cidades era quase que predominantemente de itens orgânicos, o que facilitava a destinação.

*Resíduo: é tudo aquilo que foi descartado, mas ainda tem utilidade para a indústria. Ou seja, eles não precisam nem chegar ao meio ambiente pois já podem ser trabalhados para voltar ao ciclo produtivo por meio da boa e velha reciclagem.

Você sabia?

  • 9 em cada 10 consumidores brasileiros acreditam que ações de desenvolvimento sustentável são importantes;
  • 40% dos consumidores mudariam sua intenção de compra caso a empresa tivesse como atributo proteger o meio ambiente;
  • 59% dos consumidores levam em consideração na compra se a empresa utiliza práticas prejudiciais ao meio ambiente;
  • Clientes querem produtos sustentáveis de empresas sustentáveis.

Referências:

https://www.eureciclo.com.br/

https://www.poder360.com.br/brasil/reciclagem-no-brasil-atinge-apenas-21-de-tudo-que-e-coletado/

Rolar para cima