por-que-deveriamos-nos-preocupar-com-nosso-consumo-de-antioxidantes

Por que deveríamos nos preocupar com consumo de antioxidantes?

Os antioxidantes são substâncias capazes de neutralizar a ação dos radicais livres no organismo que, mesmo presentes em baixas concentrações, apresentam capacidade de atrasar ou inibir as taxas de oxidação.

A produção de forma contínua dos radicais livres durante os processos metabólicos tem propiciado o desenvolvimento de muitos mecanismos de defesa com finalidade de impedir a indução de danos.

A formação de radicais livres ocorre através das vias e ação catalítica de enzimas, durante os processos de transferência de elétrons que ocorrem no metabolismo celular e pela exposição à fatores exógenos. O desequilíbrio entre moléculas oxidantes e antioxidantes é que resulta na indução de danos celulares pelos radicais livres e tem sido conhecido como estresse oxidativo.

Os antioxidantes têm papel fundamental e são responsáveis pela inibição das lesões causadas pelos radicais livres nas células. Durante o processo de respiração, metabolização de nutrientes pelo corpo ocorre a formação de radicais livres, uma molécula instável que tem a capacidade de levar a inativação de algumas enzimas causando mutação nos genes e morte celular. Esses efeitos tóxicos dos radicais livres na célula também têm sido associados ao envelhecimento e ao desenvolvimento de doenças crônicas inflamatórias e degenerativas.

Os antioxidantes atuam inibindo a ação deletéria provocada pelo radical livre no organismo agindo na prevenção de doenças.

Alguns antioxidantes têm se destacado por apresentar papel fundamental na proteção e prevenção de doenças, o equilíbrio entre a produção de radicais livres e de antioxidantes auxilia na homeostase do organismo.

Cúrcuma, gengibre, guaraná e café verde são antioxidantes comprovadamente eficazes.

A cúrcuma é uma planta originaria da Índia e a parte mais utilizada é a raiz que apresenta coloração amarelo intenso, conhecida pela população como açafrão, e possui como o principal composto bioativo a curcumina. Muitos estudos mostram que associação da curcumina em conjunto com pimenta preta potencializa a sua ação.

Cada vez mais descobre-se através de pesquisas os efeitos benéficos da curcumina na prevenção do câncer de cólon, sua ação está em inibir o maior número de vias de sinalização, transdução e transcrição, tendo como potente efeito no câncer, a ação antiproliferativa, apoptótica, ou seja, através da apoptose (morte celular) de diversas células malignas, inibe o crescimento tumoral, agindo assim de forma semelhante aos mecanismos da maioria dos agentes quimioterápicos, mas com um ponto positivo, sem prejudicar as células normais. Estudos in vivo e in vitro realizados com diferentes linhagens celulares de câncer de cólon e concentrações de curcumina mostraram que ela induziu a apoptose ou necrose das células, e também aumentando a sensibilidade a medicamentos e diminuído a atividade de proteínas mediadoras do ciclo celular.

Durante a atividade física ocorre o aumento da atividade antioxidante do organismo, mas quando praticado de forma intensa, ocorre o aumento da produção de espécies reativas de oxigênio e a inflamação, podendo causar danos musculares e a curcumina, tem sido amplamente estudada devido à sua capacidade antioxidante e anti-inflamatória.

O gengibre também tem se destacado como um importante anti-iflamatório e um excelente antioxidante devido a sua capacidade de reduzir os radicais livres responsáveis por danos nas células, a sua ação está na capacidade anti-inflamatória, antioxidante, anticancerígena e cardioprotetor. O rizoma é a parte comercial da planta e é fonte de antioxidantes, podendo ser consumido de forma fresca, podendo ser usados crus ou preparados na forma de infusão, xarope, temperos, em pó ou suplemento. O gengibre vem sendo utilizado desde a antiguidade no combate de enfermidades e teve seu reconhecimento na Europa na época das grandes navegações, trazido das Índias junto com outras variedades de especiarias.

A ingestão de gengibre atua promovendo a proteção das células através de sua ação. Dentre os inúmeros benefícios causados pelo gengibre vale destacar a sua ação na redução do peso devido ao seu potencial termogênico capaz de aumentar o metabolismo e a queima de gordura, ação anticancerígena, melhora das náuseas e vômitos, regula a pressão arterial, melhora do metabolismo, conhecido também pela ação terapêutica como antimicrobiano, anti-inflamatório e diurético, indigestão, dores de garganta.

Outro antioxidante de destaque é o Guaraná uma planta nativa da região Amazônica e é considerada um potente antioxidante, atuando na prevenção do câncer, envelhecimento precoce, acelera metabolismo, atua estimulando o sistema nervoso, aumenta a função cognitiva. Um dos compostos bioativos mais marcantes na semente do guaraná, estão as metilxantinas, principalmente cafeína, que é associada ao aumento de função cognitiva e gasto energético. As concentrações de cafeína no guaraná apresentam-se superiores à do café convencional. O guaraná possui outros compostos bioativos além das metilxantinas, que são fontes de polifenóis, amido, pectina, entre outros. Os seus benefícios a saúde não são atribuídos somente à cafeína, mas também com seu alto potencial antioxidante, minimizando os efeitos negativos dos radicais livres no organismo.

O café verde tem se destacado atualmente e se tornado cada vez mais conhecido pela população devido aos seus benefícios. Ele não passa pelo processo de torrefação, dessa forma sua ação antioxidante é maior do que o café convencionalmente torrado o que promove a manutenção da cafeína que se mantém em concentrações maiores do que a do grão torrado. Dentre os inúmeros benefícios do café verde vale destacar os efeitos hipotensores devido a presença de polifenóis ele apresenta alguns elementos como cálcio, magnésio e potássio promovendo a estabilização da hipertensão. O acido clorogênico substância presente no café verde atua como composto bioativo impedindo o organismo de absorver o açúcar adquirido por meio de alimentação, fazendo com que o corpo retire do estoque de gordura. Esses compostos antioxidantes estão cada vez mais sendo indicado pelos profissionais da área da saúde, com finalidade de otimizar a qualidade de vida das pessoas através do uso desses alimentos que ganham destaque na comunidade cientifica. O café verde pode ser encontrado em cápsulas ou em pó.

A produção de forma contínua dos radicais livres durante os processos metabólicos contribuiu com o desenvolvimento de muitos mecanismos de defesa pelo corpo e um dos mecanismos que contribui para essa prevenção aos danos causados pelos radicais livre são os antioxidante, que tem potencial de impedir a indução de danos causados pelos radicais livres inibindo as lesões causadas pelos radicais livres nas células.

Referencias Bibliográficas

Mosca. S.S; Sanches. R. A; Comune.A.C A Importância Dos Antioxidantes Na Neutralização Dos Radicais Livres: Revista Saúde em Foco – Edição nº 9 – Ano: 2017.

Filho. A B. C; Souza. R. J; Braz. L. T; Tavares.M CURCUMA: MEDICINAL, SPICE AND OF OTHER POTENTIAL USE PLANT. Ciência Rural, v. 30, n. 1, p. 171-175. 2000.

Vasconcelos. T. B et al Radicais Livres e Antioxidantes: Proteção ou Perigo? UNOPAR Cient Ciênc Biol Saúde 2014;16(3):213-9.

Souza. J P et al.Breve Relato Sobre os Efeitos Terapeuticos do Gengibre Rev Cient da Fac Educ e Meio Ambiente FAEMA Ariquemes v.10. N.1. p 44-53 Jan-junh, 2019.

Cruzat. V F; Rogero. M.M; Borges. M. C et al. Aspectos atuais sobre estresse oxidativo, exercícios físicos e suplementação Rev Bras Med Esporte _ Vol. 13, p 336-342, Nº 5 – Set/Out, 2007.

Amad. P.S; Souza. F. C; Paula. C.C.V. The preventive effects of curcumin and micronutrients in colon and rectum. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 2, n. 2, p. 6, 1438-1443, mar./apr. 2019.

Nicacio. G. L.S et al.Breve Revisão Sobre as Propriedades Fitoterapicas DO Zingiber Officionale Roscoe – O GENGIBRE. Sinapse Múltipla, 7(2), dez.,p 74-80, 201834, p. 113-210, 2019.

Os benefícios do colágeno – uma revisão | Blog Nutrify

Rolar para cima