pegada-de-carbono-o-que-e-isso

Pegada de carbono, o que é isso?

Saiba mais sobre o método que calcula o impacto que nossas atividades têm na atmosfera e veja dicas para reduzi-lo.

Pegada de carbono ou carbon footprint é uma forma de mensurar a quantidade de emissões de gases do efeito estufa (GEE) gerada por uma pessoa, empresa, evento ou atividade. Isso mesmo, ela não considera apenas o CO2, mas também outros gases, como metano (CH4), óxido nitroso (N20) e ozônio (O3). Todas essas emissões são somadas e convertidas em carbono equivalente para se obter uma medida única, facilitando a compreensão do impacto ambiental e sua eventual compensação.

A pegada de carbono é parte de um conceito mais amplo, a pegada ecológica, que considera todos os recursos naturais que consumimos para manter nosso padrão de vida e consumo (falaremos mais dele em outro post). No entanto, a pegada de carbono representa mais de 50% da pegada ecológica, sendo o fator que mais cresce.

Entre as atividades que mais geram emissões de GEE estão queima de combustíveis fósseis, pecuária e queimadas.

A minha, a sua, a nossa pegada

Reverter esses quadro é crucial para conter o avanço do aquecimento global e evitar que as mudanças climáticas tragam consequências ainda mais graves em um futuro breve. Dados da ONU Meio Ambiente mostram que a humanidade precisa reduzir as emissões em 2,5% todos os anos, até 2030, para ter uma chance de estabilizar o aquecimento global em 2o . Para reduzi-lo a 1,5o  esse corte teria que ser de 7,6% ao ano.

Um problema a ser resolvido “pra ontem”! Por isso, além de todo o debate sobre como governos e grandes corporações precisam atuar para conter essas emissões, é preciso que cada um de nós encare o impacto que os próprios hábitos de consumo e estilo de vida têm nessa conta.

Sim, o que você come, como se locomove, o que e quanto compra, tudo afeta o cálculo da sua pegada individual.

Mas por que seu singelo pratinho do almoço, por exemplo, pode fazer tanta diferença? O cálculo da pegada considera todo o ciclo de vida de um produto e as emissões envolvidas em cada etapa, da produção ao descarte, passando pelo transporte, embalagem etc.

Existem algumas calculadoras on-line, que podem dar a você uma ideia do tamanho da sua pegada. Esse pode ser o empurrãozinho que faltava para você rever alguns hábitos.

Dicas simples, mas impactantes, para diminuir sua pegada de carbono pessoal:

  • Reduza seu consumo de carne ­ – Para que 1 kg de carne bovina chegue à sua geladeira, a média de emissão é de 78 kg de CO2 . Mesmo que você não se torne vegetariano, pequenas mudanças fazem a diferença. Que tal começar pela Segunda sem Carne?
  • Dê um descanso para o carro ­– Alguns hábitos ficam tão arraigados que a gente nem questiona: pegar o carro para ir à padaria do bairro ou visitar aquele amigo que mora do ladinho do metrô, por exemplo. Bike, carona, transporte coletivo e caminhadas podem e devem estar mais presentes no nosso dia a dia.
  • Reutilize – Sacolas, embalagens, utensílios…priorize tudo que puder ser reutilizado ao invés de descartado após um único uso.
  • Dê preferência a produtores locais – Lembra que dissemos que a pegada é calculada em cima de todo o ciclo do produto? Então, consumir uma fruta que viajou de outro país até aqui têm impacto muito maior do que a fruta da estação em sua região, por exemplo.
  • Reveja prioridades de consumo – Será mesmo que a gente “tem que” trocar a TV ou o celular a cada lançamento? Usar eletrônicos, eletrodomésticos e outros produtos por mais tempo ajuda o meio ambiente e, cá entre nós, seu bolso também.
  • Substitua o buquê por plantas vivas – Flores são lindas, mas uma vez colhidas têm a vida bem curta para uma cadeia de produção e comercialização bem longa. Opte por espécies plantadas, que vão deixar sua casa linda por muito mais tempo.

Essas foram apenas algumas dicas, vale a pena se aprofundar no assunto e descobrir como você pode reduzir sua pegada sempre mais!

Fontes

https://www.akatu.org.br/dicas/pegada-de-carbono/

https://www.ecycle.com.br/7463-carbon-footprint.html

https://www.portalecoera.com.br/sem-categoria/calcule-sua-pegada-de-carbono-pessoal/

https://www.ecycle.com.br/3071-carbono-equivalente

https://www.escolhas.org/wp-content/uploads/2020/07/Do-pasto-ao-prato-subsidios-e-pegada-ambiental-da-cadeia-da-carne-SUM%C3%81RIO-EXECUTIVO2.pdf

https://greensavers.sapo.pt/dicas-para-reduzir-a-sua-pegada-de-carbono/

https://ciclovivo.com.br/planeta/meio-ambiente/valentines-day-plantas-inves-flores/

https://offset.climateneutralnow.org/footprintcalc

http://www.observatoriodoclima.eco.br/emissoes-precisam-cair-76-ao-ano-ate-2030-diz-onu/

Lixo zero: afinal, isso é possível? | Blog Nutrify

Rolar para cima