Para que serve a vitamina E? O que é e benefícios

A vitamina E é um micronutriente lipossolúvel importante para melhorar o sistema imunológico, o corpo humano não sintetiza essa vitamina e é necessário a ingestão por meio da alimentação ou uso de suplementação.

O que é a vitamina E e qual sua função?

As vitaminas exercem papel fundamental por meio de uma série de reações. Elas atuam como estimuladores da produção de enzimas, que possuem diferentes funções no organismo como por exemplo de antioxidantes que reforçam o sistema imunológico, elimina substâncias tóxicas do organismo, servem de cofatores para estimular nossos genes na produção de substâncias que atuam no sistema imune dentre outros. 

O consumo de alimentos fontes de vitaminas como a E tem papel importante na saúde dos seres humanos sendo uma opção de escolha terapêutica interessante. 

O sistema imunológico é mediado por células que trabalham combatendo as infecções provocadas por vírus, bactérias, protozoários, ou seja, agressores externos ao organismo. Sem a presença do sistema imunológico não seria possível combater esses agressores.

A vitamina E é um micronutriente lipossolúvel importante para melhorar o sistema imunológico, o corpo humano não sintetiza essa vitamina e é necessário a ingestão por meio da alimentação ou uso de suplementação. 

A vitamina E atua como um poderoso antioxidante e contribui para a redução dos efeitos negativos causados pelos radicais livres no organismo e atua na construção da resistência a infecções que são causadas por certos vírus.

Quais são os benefícios da vitamina E?

A vitamina E é lipossolúvel e é conhecida por melhorar o sistema imunológico porque atua como um poderoso antioxidante e contribui para a redução dos efeitos negativos causados pelos radicais livres no organismo, além de auxiliar na construção da resistência a infecções que são causadas por certos vírus.

Previne doenças neurológicas

Algumas pesquisas apontam que a falta de vitamina E pode estar relacionada a alterações no sistema nervoso central. Com esse entendimento, a vitamina E poderia fazer parte da suplementação de doenças neurológicas como o Parkinson e Alzheimer. 

Melhora a saúde do cabelo e da pele

Essa vitamina também proporciona benefícios para a beleza, isso se deve ao poder antioxidante em nosso organismo promovendo efeito rejuvenescedor, deixando a pele mais hidratada e cabelos mais fortes.

Ajuda o sistema imune

Devido a sua ação antioxidante, a vitamina E atua na minimização da ação dos radicais livres no corpo contribuindo para um sistema imune mais fortalecido. Além dessa ação, a vitamina E auxilia na regeneração dos tecidos. Alguns estudos relatam melhoras no sistema imune de pessoas principalmente idosas com uso da vitamina E na forma de suplemento.

Combate a infertilidade

As vitaminas exercem papel fundamental na manutenção da homeostase do organismo. Assim a vitamina E exerce papel importante devido a ação em genes que regulam o sistema da fertilidade, tendo papel fundamental no auxílio da produção de células reprodutoras.

Melhora a força muscular

Com a prática de atividade física de maneira intensa, ocorre a formação de radicais livres que causam danos e sendo a vitamina E um poderoso antioxidante que auxilia na recuperação e restabelecimento da força muscular. Além de que a vitamina E auxilia na recuperação dos tecidos lesionados com as atividades praticadas.

Quais são os sintomas da falta de vitamina E?

Em adultos a deficiência de vitamina E normalmente é mais rara. Em crianças a deficiência pode causar falta de coordenação, dificuldade para andar, fraqueza muscular dentre outros.

Quais alimentos são ricos em vitamina E?

Os alimentos ricos em vitamina E são amendoim, óleo de fígado de bacalhau, amêndoa, azeite, óleo de girassol, semente de girassol, abacate, mamão, manga dentre outros. 

Como usar a vitamina E?

A vitamina E pode ser fornecida por meio da utilização de suplementos que podem ser na forma de cápsulas ou alimentos fontes desse nutriente. É muito importante a orientação de um especialista para fazer a indicação de quantidades e a melhor forma de repor esse nutriente.

Quem deve usar suplementos de vitamina E?

Após a avaliação de um especialista, a suplementação da vitamina E pode ser sugerida para repor esse nutriente importante para o restabelecimento da manutenção da saúde. Em alguns casos o especialista deve estar mais atento como em atividades físicas intensas, doenças neurológicas, idosos e algumas crianças podem se beneficiar da suplementação da vitamina E.

Em quais casos os suplementos de vitamina E não são indicados?

A suplementação não é indicada para pessoas com alergia a algum componente da fórmula, pessoas que fazem uso de anticoagulantes, quimioterapia ou radioterapia. É muito importante antes de qualquer utilização de suplementação consultar um especialista.

Qual é a quantidade de vitamina E recomendada para uso?

Para o estabelecimento da quantidade de vitamina E a ser ingerida é muito importante consultar um nutricionista ou um médico para que possa realizar a suplementação com quantidades adequadas e individualizadas.  

Conclusão

A ingestão da vitamina E de maneira adequada é fundamental para a manutenção das atividades e saúde do corpo. É muito importante consultar um especialista para que as recomendações e quantidades sejam individualizadas.

Referências Bibliográficas

Mattar. G et al.New approaches, bioavailability and the use of chelates as a promising. method for food fortification. Food Chemistry.v.373, 2022. 

Yang. C. F et alEating right for a healthier heart: Food choice contributes to cardiometabolic benefits and reduction of carotid intima-media thickness. Nutrition. v. 78, 2020. 

Nestel. P.J et al. Practical Guidance for Food Consumption to Prevent Cardiovascular Disease. p. 3-17, 2020.

Mosca. S.S; Sanches. R. A; Comune.A.C A Importância Dos Antioxidantes Na Neutralização Dos Radicais Livres: Revista Saúde em Foco – Edição nº 9 – Ano: 2017. 

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo.

Consultora Científica na Integralmédica para Blog Nutrify

Rolar para cima