os-beneficios-da-suplementacao-de-calcio-blog-nutrify

Os benefícios da suplementação de cálcio

O cálcio desempenha papel fundamental em nosso metabolismo.

Tem funções importantes na mineralização óssea sendo necessário para o crescimento, resistência óssea, desenvolvimento, em funções extremamente importantes como na contração muscular e transmissão de impulso nervoso. Devido a essas funções em nosso organismo é fundamental manter suas concentrações nos fluidos corporais em quantidades que possam garantir a homeostase e reações do organismo. Há inúmeras evidências cientificas de que o cálcio atua na prevenção da osteoporose, síndrome metabólica, prevenção de AVC, melhora do perfil lipídico, aumento do HDL, redução do LDL e triglicerídeos. O cálcio está presente em alguns alimentos e pode ser obtido através da ingestão alimentar, porém, dependendo dos hábitos alimentares, a introdução da suplementação pode ser necessária, visto que a Indicação Diária Recomendada é relativamente alta.

As recomendações diárias de cálcio mudam de acordo com algumas variáveis como idade, sexo e condições fisiopatológicas, com uma média de ingestão de 1000 a 1200mg dia.

O que é a suplementação de Cálcio?

A suplementação de cálcio é realizada quando a ingestão de alimentos fontes de cálcio não é suficiente ou quando as necessidades estão aumentadas. Estudos sugerem que ingestão insuficiente de cálcio pode contribuir e aumentar o risco de fraturas.

Para que serve a suplementação de cálcio?

A suplementação de cálcio é direcionada à prevenção e tratamento de síndrome metabólica, melhora do perfil lipídico como aumento do HDL e redução do LDL, mineralização óssea, contração muscular e prevenção da osteoporose, transmissão nervosa e regulação da função muscular cardíaca. Esses são alguns dos objetivos da suplementação de cálcio.

O cálcio é um dos minerais mais abundantes no organismo, sendo constituído por 1,5 a 2% do peso corporal e 39% dos minerais do corpo humano, 99% do cálcio está presente nos ossos e dentes 1% do cálcio se encontra no sangue nos fluidos extracelulares e dentro das células de todos os tecidos atuando como reguladores de muitas funções no metabolismo.

O esqueleto tem como principal função dar sustentação para os músculos durante o processo de locomoção, fornecer cálcio e outros minerais para o sangue e fluidos extracelulares conforme a necessidade. O cálcio no organismo é absorvido através de dois mecanismos: O transporte ativo, que é controlado pela ação da 1,25 diidroxivitamina D ou vitamina D, esse hormônio atua na captura do cálcio na borda em escova nas células da mucosa intestinal e o transporte passivo independente da vitamina D, cujo processo de absorção ocorre ao longo do intestino delgado.

Fontes alimentares de cálcio

São fontes importantes de cálcio o leite e seus derivados, as hortaliças verdes escuras (como a couve, brócolis, folhas de mostarda), sardinha, salmão, aveia, grão de bico.

 Como suplementar com cálcio?

A suplementação de cálcio deve ser realizada após a avaliação de sua deficiência nas ingestões diárias de fontes alimentares e em situações onde a absorção está comprometida e apresenta-se ineficiente. Esse suplemento pode ser adquirido na forma de cápsulas, comprimidos e pós e facilmente encontrado em farmácias e lojas de suplementos alimentares.

Menopausa e idosos quando suplementar?

Mulheres em menopausa são mais suscetíveis a níveis mais baixos de cálcio. Com a idade ocorre uma série de mudanças metabólicas e nos mecanismos de absorção de muitos nutrientes. A expressão de TRPV, calbindina e receptores de vitamina D, por exemplo, são reduzidos, interferindo na biodisponibilidade de cálcio para os tecidos que o utilizam para manter suas funções regulares e esses fatores contribuem para perda da massa óssea e redução do desempenho muscular, sendo os ossos muito importantes como alavanca biológica.

Os hábitos alimentares dos idosos muitas vezes apresentam-se alterados, tendo dificuldade de atingir as recomendações diárias de cálcio além da dificuldade de absorção dos nutrientes.

Estudos sugerem que mulheres na pós menopausa podem perder até 200mg dia de cálcio nos primeiros 3-4 anos da pós menopausa. Di Daniele et al (2004), avaliou o efeito da suplementação de cálcio e vitamina D na densidade mineral óssea e no controle mineral ósseo em mulheres na peri e pós menopausa  Neste estudo fizeram parte um total de 120 mulheres com mais de 45 anos, que foram suplementadas com cálcio e vitamina D por um período de 30 meses. Os resultados desse estudo mostraram o efeito positivo da suplementação de cálcio e vitamina D em mulheres na peri e pós menopausa evidenciando os benefícios da suplementação para essa faixa etária para prevenir a perda de massa óssea na pós menopausa.

A associação da vitamina D e cálcio tem uma relação muito boa na prevenção da osteoporose.  Outros suplementos que merecem destaque é a vitamina K2 e magnésio que podem contribuir e favorecer para a manutenção e saúde dos ossos. Essa suplementação personalizada tem efeitos positivos quando associada ao cálcio.

Faz mal suplementar com Cálcio?

Alguns estudos associam a suplementação de cálcio com eventos cardiovasculares e sugerem que a calcificação vascular pode contribuir para os eventos cardiovasculares. Outras publicações levantam suspeitas de que a suplementação de cálcio contribuiria para o aumento do risco de arritmias cardíacas, infarto do miocárdio devido ao depósito de cálcio nas artérias, mas todos esses dados são ainda muito conflitantes havendo a necessidade de mais estudos para elucidar os efeitos da suplementação do cálcio. Assim como toda suplementação é necessário realizar uma avaliação e verificar a composição na dieta alimentar de cálcio para depois inserir o plano de suplementação.

Qual a melhor forma de suplementar cálcio?

A escolha da formulação correta é fundamental para que os benefícios desta suplementação sejam eficientes.

Está claro que cálcio é o mineral essencial para a mineralização óssea, um processo complexo e influenciado por inúmeros fatores, incluindo a composição da dieta, como a ingestão de cálcio e de vitamina D, que são tipicamente associados aos produtos lácteos. O cálcio é o mineral mais abundante no nosso organismo e apesar de grande conhecimento sobre suas inúmeras funções, sua deficiência na dieta é sua bastante comum (MANGELS et al, 2014). Assim como grande parte das doenças crônicas não transmissíveis, a osteoporose está relacionada com os hábitos alimentares de toda a vida.

Diversos estudos relacionam o consumo de cálcio a várias doenças, como osteoporose, doenças cardiovasculares e obesidade. Devido à diminuição do consumo de produtos lácteos em virtude da maior incidência de intolerância a lactose, alergias às proteínas do leite e preferência pelos alimentos plant based, é crescente a preocupação com as possibilidades de suplementação a fim de se atingir as necessidades nutricionais deste mineral.

Entre as fontes não animais de cálcio, a alga Lithothamnion sp. é reconhecida pela alta concentração e biodisponibilidade de cálcio, magnésio e outros 70 minerais. Esta alga é encontrada no nordeste brasileiro, em um dos maiores e mais qualitativos depósitos já identificados no mundo. A alga é extraída de forma sustentável e em completo respeito ao meio ambiente.

Conclusão

A suplementação de cálcio tem efeito benéfico quando realizado avaliação das necessidades individuais do paciente, verificando as condições de idade, patologias, avaliação no plano alimentar e estudo individualizado são fundamentais para alcançar os objetivos com a suplementação. Alguns mecanismos de absorção, fatores hormonais, alimentares e idade interferem na biodisponibilidade do cálcio para o organismo e a suplementação nestes casos tem se mostrado efetivo. A associação com vitamina D3, K2 e magnésio tem correlação benéfica.

Referências Bibliográficas

Muscariello. R et al.Calcium daily intake and the efficacy of a training intervention on optimizing calcium supplementation therapy: A clinical audit. Nutrition, Metabolism and Cardiovascular Diseases, p. 2-7, 2020.

 Heidari. B et al. Effectiveness and safety of routine calcium supplementation in postmenopausal women. A narrative review. Diabetes & Metabolic Syndrome: Clinical Research & Reviews. v.14, n. 4, p. 435-442, 2020.

Capozzi. A. et al. .Calcium, vitamin D, vitamin K2, and magnesium supplementation and skeletal health. Maturitas. v.140, p. 55-63, 2020.

Di Daniele. N et al. Effect of supplementation of calcium and Vitamin D on bone mineraldensity and bone mineral content in peri- and post-menopause womenA double-blind, randomized, controlled trial. Pharmacological  Research. v 50, p.637–641, 2004.

Hulbert. M et al. Changes in vascular calcification and bone mineral density in calcium supplement users from the Canadian Multi-center Osteoporosis Study (CaMOS). Atherosclerosis. v. 296, p.83-90, 2020.

Kohn.J. B What Is the Latest Recommendation Regarding Calcium Supplements?. Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics. v. 117, n. 9, p.1488, 2017.

O que precisamos saber sobre o Whey Protein | Blog Nutrify

Rolar para cima