quais-sao-as-causas-e-tratamentos-para-queda-de-cabelo-blog-nutrify

Quais são as causas e tratamentos para queda de cabelo?

A queda de cabelo é um motivo de preocupação para ambos os sexos, podendo ocorrer uma queda diária de em média 100 fios, onde é considerado normal e é associada à renovação capilar. Quando os fios passam a ser perdidos de forma anormal pode-se observar algumas alterações, como os fios mais ralos e até mesmo o couro cabeludo começa a ficar aparente.

As causas da queda de cabelo podem ocorrer devido a vários motivos como:

  • Estresse;
  • Genética;
  • Hormonal;
  • Alimentação irregular ou deficiente em nutrientes;
  • Tratamento de algumas doenças como, por exemplo, o câncer.

Os fios de cabelo passam por três fases no seu ciclo de vida: a anágena, catágena e telógena, sendo a fase anágena o início, onde o cabelo cresce em média um centímetro por mês e pode durar até três anos. 

Na fase catágena o cabelo prepara-se para descansar, podendo durar até 3 semanas. Já a fase telógena é marcada pelo período após o repouso, onde o cabelo cai.

Estratégias alimentares

As estratégias alimentares têm sido um fator a ser considerado na queda de cabelo. Diversos gatilhos como estilo de vida, hábitos alimentares e fatores ambientais estão associados à queda de cabelo e podem contribuir para o aumento dos radicais livres, estresse oxidativo e micro inflamação. Esses fatores podem estar relacionados à inibição ou interrupção do crescimento dos cabelos. Alguns compostos dos alimentos como curcumina, astaxantina, aminoácidos, minerais, vitaminas e outros contribuem para a saúde dos cabelos e de forma geral.

As vitaminas atuam em diversos ciclos do cabelo, além de serem importantes ao sistema imunológico. A queda de cabelo pode estar associada a deficiência de vitaminas como A, B, C, D e E. Têm sido observado que pacientes com alopecia, ou seja, presença de queda de cabelo, apresentam níveis mais reduzidos de antioxidantes.

A curcumina é um composto bioativo considerado importante. Ele possui propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e antioxidantes. 

Acredita-se que a curcumina seja um inibidor da 5α-redutase que atua inibindo a conversão da testosterona em dihidrotestosterona. A curcumina atua como cofator inibindo também o fator nuclear-κB e as citocinas inflamatórias pró-apoptóticas, o fator de necrose tumoral-alfa e a IL-1, que podem induzir a regressão folicular, além de ser um contribuinte na eliminação dos radicais livres. A astaxantina é um carotenóide que dá ao salmão aquela coloração rosada, considerada um poderoso antioxidante reduzindo a inflamação e auxiliando na proteção das células devido a sua capacidade em eliminar os radicais livres que causam danos nas células. A ação da astaxantina permite que os folículos progridam para o ciclo de crescimento.

Alguns aminoácidos prevalentes na queratina são a L-cisteína e L-metionina. A metionina possui atividade antioxidante e atua na síntese do colágeno. A cisteína tem uma relevância muito interessante porque participa da produção da glutationa, um poderoso antioxidante que atua na proteção do folículo.

As vitaminas do complexo B como biotina, riboflavina, B3, B5, B12 e ácido fólico também apresentam uma importância muito relevante para a saúde dos cabelos. Essas vitaminas são importantes para o equilíbrio e manutenção da saúde do couro cabeludo e da coloração dos fios, protegendo contra as indesejáveis quedas de cabelo.

As vitaminas A e C são importantes porque atuam como antioxidantes. A vitamina C melhora a absorção do colágeno fazendo com que os cabelos fiquem mais bonitos, além de promover uma melhor absorção do ferro.

A vitamina A protege o couro cabeludo, promovendo uma melhor hidratação.

A vitamina E é considerada um antioxidante muito interessante, protegendo as células contra a ação dos radicais livres que promovem o aceleramento do envelhecimento celular e danos no DNA quando não controlados.

A suplementação de ômega 3 também deve ser considerada e avaliada para a sua introdução. A alimentação do ocidental é deficiente em ômega 3, um suplemento muito importante para a saúde e prevenção de doenças.

Motivos do cabelo branco

O motivo do cabelo branco está relacionado a genética, estilo de vida, fatores ambientais entre outros. Eles começam a surgir em torno dos 35 anos em muitas pessoas. Esse é um processo natural e pode estar associado a redução da atividade da enzima como a tirosinase que promove o envelhecimento das células e produzem a melanina, que participa da composição capilar, como na pigmentação dos cabelos.

Estratégias Nutricionais para cabelos brancos

Ter um estilo de vida saudável, alimentação equilibrada incluindo alimentos antioxidantes, saber gerenciar emoções parece ser uma estratégia importante para retardar o aparecimento dos fios brancos. A vida atual nos predispõe a levar uma vida mais desregrada em relação a alimentação e estilo de vida, o que contribui para o aumento dos radicais livres e envelhecimento das células. Os alimentos como astaxantina, curcumina, vitaminas, minerais, aminoácidos e outros contribuem para a saúde. Devemos sempre estar atentos aos bons alimentos.

Estratégias nutricionais para engrossar e fortalecer os fios

Para uma boa estratégia nutricional é muito importante consultar um especialista, esse profissional irá observar as necessidades individuais e escutar as queixas e dificuldades em relação a alimentação, e a partir dessa conversa, avaliação e exames laboratoriais irá estabelecer uma estratégia de modo individualizado. Sabemos que os alimentos e suplementos que atuam eliminando os radicais livres são fundamentais para evitar o envelhecimento das células. Alimentos contendo vitaminas, minerais, proteínas e compostos bioativos são fundamentais para combater o envelhecimento das células e manter o organismo saudável.

O uso de colágeno também está associado à saúde não só da pele, mas também dos cabelos. O colágeno possui efeitos benéficos principalmente quando associado a vitaminas e antioxidantes. Essa combinação melhora a imunidade, favorece a saúde da pele, cabelos, unhas e melhora a disposição e autoestima com os resultados obtidos com a suplementação. A introdução das vitaminas e antioxidantes é muito interessante, com o processo de envelhecimento pode haver riscos de deficiências de alguns nutrientes que desempenham papel importante na imunidade e metabolismo. A combinação de diversas vitaminas como A, C, D, E, biotina, zinco e selênio contribui para a imunidade e otimiza a ação do colágeno. A combinação de colágeno e vitamina C, por exemplo, faz com que os peptídeos de colágeno possam aumentar a ação de fibroblastos e a formação de fibrilas de colágeno de uma maneira específica, o que contribui para a saúde da pele, unhas, cabelos e prevenção das dores nas articulações.

Considerações

Para manter a saúde dos cabelos, é necessário saber gerenciar as emoções, manter um estilo de vida saudável incluindo alimentação, práticas de atividade física e uso de suplementos alimentares após avaliação de um profissional habilitado, para que possa realizar a indicação de suplementos de qualidade e que otimize a saúde quando há necessidade de utilizá-los.

Referências Bibliográficas

Arruda. S et al. Understanding Causes ofHair Loss in Women. Dermatol Clin. V. 39, n. 3, p. 371, 374, 2021.

Disponível em: http://www.dsdermatologia.com.br/tratamentos/dermatologia-clinica/queda-de-cabelo/. Acesso em 08/09/2021.

Disponível em: https://www.schwarzkopf-professional.com.br/pt/home/educacao/ask/competencias-essenciais/0616/entender-os-tres-fases-do-ciclo-de-vida-do-cabelo.html. Acesso em 08/09/2021.

Ablon. G, Nutraceuticals. Dermatol Clin. V. 39, n. 3, p. 417-427, 2021.

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo

CRN: 21984

Consultora Cientifica para blog Nutrify

Rolar para cima