Micronutrientes: o que são e suas funções | Blog Nutrify

Micronutrientes: o que são e suas funções

Os micronutrientes exercem papel fundamental por meio de uma série de reações. Eles atuam como estimuladores da produção de enzimas, que possuem diferentes funções no organismo, como por exemplo, de antioxidantes que reforçam o sistema imunológico, eliminam substâncias toxicas do organismo, servem de cofatores para estimular nossos genes na produção de substâncias que atuam no sistema imune dentre outros. O consumo desses alimentos tem papel importante na saúde dos seres humanos sendo uma opção de escolha terapêutica interessante. O sistema imunológico é mediado por células que trabalham combatendo as infecções provocadas por vírus, bactérias, protozoários, ou seja, agressores externos ao organismo. Sem a presença do sistema imunológico não seria possível combater esses agressores.

O que são micronutrientes?

Os micronutrientes são elementos necessários para que ocorra a manutenção das funções do organismo de forma mais adequada.

Quais as funções do micronutrientes?

Vitamina A

A vitamina A desempenha papel fundamental na eliminação de substâncias como os radicais livres que causam danos no organismo, também participa de processo de renovação celular. A deficiência dessa vitamina implica em redução da atividade de células que ativam anticorpos e que lutam contra bactérias. As fontes alimentares de vitamina A são fígado, gema de ovo, leite, óleos de fígado de peixe, vegetais de cores alaranjadas e verdes escuras.

Vitaminas do complexo B

As vitaminas do complexo B são B1 tiamina, B2 riboflavina, B3 niacina, B5 ácidos pantotênico, B6 piridoxina, B7 biotina, B9 ácido fólico e B12 cobalamina. Essas vitaminas desempenham funções específicas e importantes no metabolismo e deve ser considerada a sua suplementação quando há deficiências nutricionais.

A vitamina B12, por exemplo, pode ficar baixa em algumas situações como nas doenças inflamatórias intestinais como a de Crohn e celíaca, idosos, etilistas, dietas vegetarianas e veganas e até mesmo a falta do fator intrínseco que é uma substância que permite a absorção da vitamina, ela auxilia no metabolismo do sistema nervoso e na manutenção das células vermelhas do corpo contribuindo para formação e integridade e na síntese do DNA, RNA e mielina.  Não produzimos a vitamina B12 e precisamos ingeri-las através de alimentos ou suplementos.

Sua deficiência provoca sensação de cansaço que ocorre devido a incapacidade de produção de glóbulos vermelhos de forma adequada que são necessários para o fornecimento de oxigênio para o corpo, confusão mental, lentidão no raciocínio, perda do equilíbrio, formigamento nas mãos e pés, até depressão e anemia megaloblástica.

Vitamina C

A vitamina C ou ácido ascórbico é encontrado em vários alimentos e é considerado um nutriente essencial. Essa vitamina está presente nos vegetais e frutas e tem como função neutralizar a ação dos radicais livres, evitando os danos nas células além de outras funções importantes como a contribuição para o sistema imune prevenindo gripes e resfriados, principalmente nos períodos de inverno. Durante o processo de envelhecimento do nosso organismo, pode-se observar deficiências fisiológicas e imunológicas. A vitamina C serve para manutenção do sistema imunológico, auxilia na absorção do ferro e contribui para uma melhor cicatrização.

Micronutrientes: o que são e suas funções | Blog Nutrify

Vitamina D

 A vitamina D pode ser obtida através da ingestão de alimentos, sendo que apenas 10 a 20% da vitamina provêm da dieta, sendo as principais fontes dietéticas a vitamina D3 colecalciferol, que é de origem animal e estão presentes nos peixes gordurosos de água fria e profunda, como o atum e salmão. A vitamina D2 ergosterol, de origem vegetal, é encontrada nos fungos comestíveis. Sendo que 80% a 90% são sintetizados de forma endógena. As fontes alimentares precisam ser absorvidas na presença de gorduras, uma vez que a vitamina D é lipossolúvel. Para que a vitamina D seja ativada é necessário a exposição da pele à radiação ultravioleta por pelo menos 5 a 10 minutos ao dia, priorizando o início da manhã e final da tarde, dessa forma ocorre a ativação dessa substância. As fontes dietéticas podem fornecer a vitamina, porém o consumo desses alimentos é considerado baixo pela população ocidental, e combinando com estilo de vida atual de trabalhos dentro de escritórios, comportamentos de evitar o sol, incluindo uso de filtro solar. Esses fatores contribuem para que os níveis dessa vitamina tenham sido considerados cada vez mais baixos na população. As consequências da deficiência de vitamina D para a saúde está relacionada a problemas esqueléticos associado a má absorção de cálcio, raquitismo, osteoporose em adultos, contribuindo para risco de fraturas espontâneas, fraqueza muscular e doenças autoimunes. A sua deficiência pode causar sintomas como, fadiga, cansaço, dores nos ossos e costas, dificuldade de cicatrização, infecções frequentes e perda óssea.

Vitamina E

A vitamina E é conhecida por melhorar o sistema imunológico porque atua como um poderoso antioxidante e porque contribui para a redução dos efeitos negativos causados pelos radicais livres no organismo. A vitamina E auxilia na construção da resistência a infecções que são causadas por certos vírus.

Vitamina K

A vitamina K tem papel importante no processo de coagulação, essa vitamina participa de mecanismos de ativação de aminoácidos que atuam nos processos de coagulação sanguínea.

Ácido fólico

O ácido fólico é uma vitamina importante para a saúde das células, cérebro, sistema imune dentre outros. Está presente em alimentos como o feijão, levedura de cerveja, vegetais verdes escuros dentre outros.

Micronutrientes: o que são e suas funções | Blog Nutrify

Cálcio

A suplementação de cálcio quando indicada é direcionada a prevenção e tratamento de síndrome metabólica, melhora do perfil lipídico como aumento do HDL e redução do LDL, mineralização óssea, contração muscular e prevenção da osteoporose, transmissão nervosa e regulação da função muscular cardíaca. Esses são alguns dos objetivos da suplementação de cálcio.

O cálcio é um dos minerais mais abundantes no organismo, sendo constituído por 1,5 a 2% do peso corporal e 39% dos minerais do corpo humano, 99% do cálcio está presente nos ossos e dentes 1% do cálcio se encontra no sangue nos fluidos extracelulares e dentro das células de todos os tecidos atuando como reguladores de muitas funções no metabolismo.

Micronutrientes: o que são e suas funções | Blog Nutrify

Potássio

O potássio desempenha funções importantes como no sistema nervoso, cardíaco e PH.

Sódio

O sódio tem funções importantes como nos impulsos nervosos, contração muscular e fluidos corporais. Ele está presente no sal de cozinha. O consumo de sódio deve estar nas quantidades adequadas pois seu excesso causa danos no organismo.

Ferro

A manutenção dos níveis de ferro no organismo é essencial para manter o equilíbrio das funções fisiológicas do organismo como por exemplo o transporte de oxigênio. A deficiência de ferro é considerada um problema de saúde pública e afeta uma grande parte da população e suas causas podem ser diversas. A deficiência de ferro pode resultar no surgimento de anemia que é definida pela Organização Mundial da Saúde como uma condição em que a hemoglobina está abaixo do normal e sua capacidade de transporte de oxigênio é insuficiente para atender às necessidades fisiológicas que variam de idade, sexo e gravidez.  A presença do ferro no organismo é fundamental para que ocorra a síntese de células vermelhas e transporte de oxigênio para as células do corpo.

Zinco

O zinco é fundamental para o sistema imune, todas as células requerem o zinco e sua deficiência tem grande impacto na saúde. O zinco atua como um elemento fundamental para a replicação do DNA, transcrição do RNA, ativação celular, proliferação celular e divisão celular. O zinco possui a capacidade de estabilizar as membranas devido a sua atividade antioxidante.

Magnésio

O consumo de magnésio é fundamental porque ele atua na prevenção da osteoporose, dores musculares, função nervosa dentre outras.

Micronutrientes: o que são e suas funções | Blog Nutrify

Conclusão

 Podemos entender que os nutrientes presentes nos alimentos e a utilização de suplementos em algumas situações são importantes para restabelecer a saúde e realizar a manutenção e estabilidade de reações necessárias ao organismo.

Referências Bibliográficas

Rossato. M. S et al. Observational study on the benefit of a nutritional supplement, supporting immunefunction and energy metabolism, on chronic fatigue associated with the SARS-CoV-2post-infection progress. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.clnesp.2021.08.031. Acesso em 08/02/2022.

Suzuki. M et al. Role of intracellular zinc in molecular and cellular function in allergic inflammatory diseases. Allergology International. v. 70, p. 190-200, 2021.

Wessels. I; Rink. L. Micronutrients in autoimmune diseases: possible therapeutic benefits of zinc and vitamin D. Journal of Nutritional Biochemistry. v. 77, p. 108240, 2020.

M de La Fuente. et al. VitaminC and vitamin C plus E improvethe  immunefunction in the elderly. Experimental Gerontology. v. 142, p. 111118, 2020.

Mosca. S.S; Sanches. R. A; Comune.A.C A Importância Dos Antioxidantes Na Neutralização Dos Radicais Livres: Revista Saúde em Foco – Edição nº 9 – Ano: 2017.

Fiamenghi. V. I;  Mello.E. D Vitamin D deficiency in children and adolescents withobesity: a meta-analysis. J Pediatria. p. 1-7, 2020.

Trautmann. C et al. Acute vitamin B12 supplementation evokes antidepressant response and alters Ntrk-2. Neuropharmacology. v. 171, 2020

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo.

Consultora Científica na integralmédica para blog Nutrify

Rolar para cima