Microbioma Intestinal e Obesidade | Blog Nutrify

Microbioma Intestinal e Obesidade

A colonização do intestino por microrganismos é influenciada de diversas formas, desde o período gestacional até fatores ambientais e dietéticos. A importância do microbioma intestinal na vida do hospedeiro é tamanha que não só processos fisiológicos sofrem sua influência, mas também aspectos comportamentais podem ser modulados a partir da variedade de microrganismos ali presentes.

Microbioma Intestinal e Obesidade | Blog Nutrify - 2

A disbiose (alteração da função ou composição da microbiota intestinal) está relacionada de forma direta e indireta com a obesidade. Essa alteração do microbioma pode alterar diversos eventos fisiológicos, dentre eles, a quebra de polissacarídeos em ácidos graxos de cadeia curta, aumentando assim a ingestão calórica diária e a secreção de hormônios com características sacietogênicas, como o caso do GLP-1 e Peptídeo YY. Pensando no aspecto estrutural, uma alteração nesse microbioma pode resultar em uma exposição do sistema imunológico, visto que o desequilíbrio das bactérias intestinais está associado ao aumento de lipopolissacarídeos, fator-chave para instalação do quadro de endotoxemia intestinal.

Microbioma Intestinal e Obesidade | Blog Nutrify - 3

Esse quadro caracteriza-se por um aumento da inflamação decorrente da ativação de vias imunes, resultando em aumento da insulina, glicemia, além do ganho de peso. A alteração na composição corporal é corroborado pela redução na expressão de Angiopoietina (ANGPLT4 ), um gene que é responsável por inibir a produção de lipase lipoproteica, resultando em um aumento da deposição de triglicerídeos em diversos tecidos.

Dê a devida atenção ao seu microbioma, ele é tão importante quanto os macronutrientes da sua dieta!

Gabriela Motta

@nutrigabrielamotta

Rolar para cima