Meditação: O que é, para que serve e benefícios | Blog Nutrify

Meditação: O que é, para que serve e benefícios

A técnica de meditação apresenta muitos efeitos benéficos para saúde mental e física do ser humano, e cada vez mais tem sido comprovada a sua capacidade de eficiência em uma série de funções como, por exemplo, no controle da ansiedade, atenção, doenças cardíacas, controle do peso, melhora da autoconfiança dentre outros benefícios associados à sua prática.

O que é Meditação

A meditação proporciona um estado de consciência é uma técnica de autocontrole que serve para acalmar a mente e o corpo, através dela nos possibilita permitir ouvir, refletir, pensar e saber gerenciar nossas emoções e sentimentos. Existem muitas formas de meditação, incluindo a resposta de relaxamento, meditações guiadas, meditação de atenção, meditação andando e meditação em movimento. O objetivo  da meditação é tranquilizar a mente, estar consciente no presente para encontrar um centro calmo em nós mesmos.

Para que serve a Meditação?

Durante a meditação, áreas do cérebro ligadas a pensamentos positivos são ativadas, e esses mecanismos ativam enzimas que atuam no sistema imunológico, aumentando o número de anticorpos que auxiliam na prevenção de doenças, fortalecendo o sistema imunológico. A meditação também serve para auxiliar no alívio dos sintomas da depressão, melhorar o humor e o sistema cardiovascular através da respiração, confiança e autocontrole.

Quais são os tipos de Meditação?

Mindfulness ou atenção plena

É um tipo de meditação que promove o bem-estar interior, pode ser definido como a capacidade humana de estar totalmente presente. Através desse tipo de meditação, aprendemos a nos conhecer percebendo nossos pensamentos, sensações corporais e treinar as nossas emoções. Essa prática nos possibilita desenvolver o autoconhecimento próprio e as nossas reações e emoções diante as dificuldades tornam-se mais conscientes. Mindfulness tem suas origens no budismo e pode ser definida como uma qualidade de consciência que permite à pessoa prestar atenção à experiência real sem filtros e sem julgamentos, sendo considerada um passo fundamental para a libertação do sofrimento humano, razão da existência do budismo. A sua eficácia está associada a melhorias no ambiente de trabalho por proporcionar autoconhecimento e sermos mais conscientes as reações e respostas, melhora a capacidade de concentração, maior tolerância emocional, melhora a sensação da dor, fortalecimento do sistema imunológico, melhora a insônia, controle em crises de ansiedade entre outros benefícios.

Meditação: O que é, para que serve e benefícios | Blog Nutrify

Mindful Eating

É a forma consciente de se consumir os alimentos sem que haja julgamentos. Essa forma de se alimentar presta atenção no alimento, sente o seu sabor, textura, sentimentos, aromas, contextos familiares, ou seja, o ato de se alimentar leva em consideração vários fatores. Atualmente, observamos uma grande distração em relação à alimentação, principalmente devido ao contexto social em que vivemos, onde há reuniões frequentes em ambientes de trabalho e até mesmo dentro de casa devido às inúmeras tarefas que se multiplicam com o estilo de vida atual. Neste contexto vivido, as refeições ficam cada vez mais aceleradas e sem tempo, fazendo com que o tempo de se alimentar seja rápido, o que prejudica a saúde e pode contribuir até para o ganho de peso devido à má observação da sensação de saciedade.

Meditação Cristã

Forma de meditar seguindo os preceitos do cristianismo, nesta prática repete uma oração ou palavra específica com objetivo de conectar-se à experiência divina. A meditação cristã é marcada desde a época dos primeiros monges.

Meditação Vipassana

Vipassana, tem como significado enxergar as coisas como realmente são conhecidas como uma das mais antigas técnicas de meditação da Índia. Descoberta por Buda Gotama, a técnica visa a total eliminação de impurezas mentais, sendo a cura do sofrimento humano o seu essencial propósito.

Meditação Zazen

Zazen é a base da prática Zen Budista, essa técnica tem como objetivo apenas se sentar com a mente aberta, deixando pensamentos livres sem apegar-se a eles. O zazen pode ser realizado de forma individual e privada, mas a prática em grupo costuma ser mais eficaz e estimulante.

Quais são os benefícios da meditação?

Controle da ansiedade

A ansiedade é considerada um problema de saúde pública e que é sentido por uma grande parte da população. No cenário atual da vida moderna essa sensação e sentimento tem sido comum em muitas pessoas. A ansiedade pode ser desencadeada em muitas situações como medo de não concluir uma tarefa, sentir-se incapaz de realizar atividades no ambiente de trabalho, dificuldade de ajustar rotina e outros. Quando não tratada e acompanhada, pode desencadear alguns sintomas como sensação de desânimo, falta de sono, palpitações, dificuldade de concentração, insônia e outros sintomas que podem ser individuais e até contribuir para o desencadeamento de patologias. Muitas pessoas que apresentam esse quadro de ansiedade terminam desenvolvendo compulsão alimentar e vão em busca de alimentos mais açucarados, gordurosos, industrializados atuando como uma recompensa. Esse hábito termina auxiliando no desenvolvimento de sobrepeso e obesidade e pode piorar o quadro de ansiedade e insônia.

Um estudo realizado por Hoge et al (2017) para avaliar o efeito da meditação mindfulness no funcionamento ocupacional em indivíduos com transtorno de ansiedade generalizada com faixa etária de 39 anos, mostrou que o treinamento de meditação mindfulness pode melhorar o funcionamento ocupacional e minimizar a utilização de cuidados de saúde em adultos com transtornos de ansiedade.  A doença mental pode levar a efeitos incapacitantes nas atividades do dia a dia e vida social, o que pode levar a uma redução no desempenho do trabalho afetando o indivíduo, a sociedade e a economia no geral. Por esse motivo, muitas empresas investem nesta prática de meditação para proporcionar a seus colaboradores melhor qualidade de vida e poder aprender a potencializar o seu autoconhecimento para que enfrente as adversidades do dia a dia de forma consciente.

Diminuição do estresse

Saber gerenciar emoções e sentimentos é fundamental para o equilíbrio e alcance do bem-estar, através do bom gerenciamento das emoções e sentimentos as relações sociais e pessoais ficam mais leves. Durante a meditação, por exemplo, a mente consegue atingir um estado de repouso eliminando tensões e estresse que prejudicam a nossa qualidade de vida.

Foco nas atividades

Praticar atividade física é fundamental para uma boa qualidade de vida. Durante a atividade física ocorre a liberação de hormônios que são benéficos e promovem sensação de prazer, além de auxiliar na manutenção e perda de peso. Quem realiza a atividade física dorme melhor, descansa, possui um sono mais profundo. Manter uma vida saudável e realizar atividade física com regularidade auxilia na prevenção de inúmeras doenças crônicas não transmissíveis que está associada a processos inflamatórios como a obesidade, DM II, doenças cardíacas e câncer. A prática regular de atividade física de forma moderada auxilia na neutralização da inflamação crônica, favorecendo um estado anti-inflamatório que parece ser um fator chave na melhoria da saúde principalmente em relação às doenças crônicas não transmissíveis. A atividade física auxilia na manutenção do peso, melhora da função musculoesquelética, fortalece a saúde cardiorrespiratória e melhora o sono, sendo uma ferramenta não farmacológica muito importante para a prevenção de doenças que poderiam ser desencadeadas caso a cascata inflamatória continuasse a ser estimulada. A ansiedade tem sido observada em muitas pessoas atualmente, e esse quadro pode contribuir para liberação de adrenalina, que provoca algumas reações como a aceleração dos batimentos cardíacos, vasos sanguíneos mais contraídos, dilatação das pupilas, aumento da respiração e consumo de oxigênio e níveis de glicose aumentados, essas são algumas alterações observadas. Outro hormônio que se encontra aumentado em situação de estresse é o cortisol, que contribui para o aumento da gordura corporal, menor produção do muco gástrico favorecendo o desequilíbrio no organismo. Com a rotina estressante do dia a dia, muitas vezes desenvolvemos problemas emocionais como ansiedade e depressão. Essas doenças são muito comuns na vida moderna de hoje. A atividade física auxilia muito no alívio desses quadros.

Melhora do sono

Para ter uma boa qualidade do sono, é necessário realizar mudanças de hábitos e de estilo de vida. Essa mudança depende de alguns objetivos e exclusivamente da pessoa que deseja melhorar a qualidade do sono. A vida moderna nos predispõe a alguns hábitos que prejudicam a nossa qualidade de sono e estar disposto a melhorar é o objetivo principal para ter qualidade no sono. Manter um horário para dormir e praticar meditação é fundamental para se ter uma boa noite de sono. A rotina desse hábito no dia a dia favorece a qualidade do sono. Algumas dicas são: evitar os cochilos antes do horário de dormir, eles atrapalham; manter o ambiente escuro para que haja a liberação de um hormônio chamado melatonina. Esse hormônio é produzido pelo nosso organismo na glândula pineal que fica localizada no cérebro, ele auxilia no sono e é liberada no início da noite com o declínio da iluminação natural.

Ter qualidade no sono é fundamental para que tenhamos boa memória, concentração e energia para as atividades do dia.

Meditação: O que é, para que serve e benefícios | Blog Nutrify

Acalma a mente

A técnica de meditação auxilia o corpo e a mente a relaxar evitando pensamentos negativos e preocupações com a rotina da vida atual, é um momento de entender a si mesmo e colocar em prática o autocontrole e autoconfiança.

Meditação: O que é, para que serve e benefícios | Blog Nutrify

Melhora na memória

A meditação proporciona melhora do sono, ansiedade e relaxamento permitindo a pessoa a ter maior aceitação e atenção sobre as atividades e atitudes. Observando esse cenário ela também contribui para a melhora da memória porque atua em vários aspectos.

Como começar a meditar?

Para iniciar a meditação, basta a vontade, em seguida procure identificar um lugar calmo, sente e feche os olhos, deixe sua mente livre de pensamentos negativos.

Feche os olhos e sinta o silêncio ao seu redor. Se houver barulho no ambiente, concentre-se em seus sons.

 Inale profundamente o ar e depois expire lentamente. Mantenha concentrado a respiração enchendo seu corpo e depois o esvaziando.

Qual o melhor horário para meditar?

A escolha do horário é individual, é importante identificar o melhor horário para estabelecer uma rotina, inicie com quinze a vinte minutos, não inicie com períodos longos porque a chance de desistência pode ser maior, comece aos poucos e vá se acostumando, o importante é dar continuidade a essa nova rotina.

Conclusão

A meditação é uma técnica usada a muito tempo e seus benefícios aliados à concentração, confiança, prevenção de doenças como ansiedade, depressão e foco estão sendo cada vez mais estudados e comprovados em relação a sua eficiência. Sendo que essa técnica poderia ser mais utilizada em escolas, hospitais, consultórios e clínicas para a prevenção e tratamento de certas doenças como uma terapia aliada ao tratamento.

Referências Bibliográficas

Krittanawong.M  Meditation and Cardiovascular Health in the US. The American Journal of Cardiology. v.131, p.23-26, 2020.

Yun. M. R et al.Effects of School-Based Meditation Courses on Self-Reflection, Academic Attention, and Subjective Well-Being in South Korean Middle School Students. Journal of Pediatric Nursing. v. 54, p. 61-68, 2020.

Hoge. E et al. Effects of mindfulness meditation on occupational functioning and health care utilization in individuals with anxiety. Journal of Psychosomatic Research. v. 95, p. 7-11, 2017.

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo.

Consultora Cientifica na integralmédica para blog Nutrify

Rolar para cima