Influência da alimentação na saúde dos cabelos | Blog Nutrify

Influência da alimentação na saúde dos cabelos

 Características de um cabelo saudável

Para um cabelo crescer e permanecer saudável é necessário uma alimentação balanceada contendo vitaminas, minerais, proteínas, gorduras boas, ou seja, uma variedade de alimentos. Muitas pessoas pensam que utilizar um cosmético específico como shampoo e condicionar é suficiente para manter os cabelos saudáveis. Apesar dos produtos cosméticos favorecerem a saúde dos cabelos, sabemos que é necessário um conjunto de fatores como a alimentação equilibrada, estilo de vida saudável e também o uso de cosméticos adequados para manter e ter um cabelo saudável. As características de um cabelo saudável são brilhantes, fortes, sem pontas duplas ou quebradiços, couro cabeludo saudável. Essas características são bem observadas em cabelos saudáveis.

Quais os sinais de um cabelo não saudável?

Quando o cabelo está sem saúde é muito fácil observar o cabelo sem brilho, opaco, quebradiço, presença de pontas duplas e cabelo seco. Essas são algumas características a serem observadas quando o cabelo está sem seus nutrientes adequados para que fique em condições saudáveis.

 Influência da alimentação na saúde dos cabelos | Blog Nutrify

Como melhorar a saúde do cabelo?

Para melhorar a saúde do cabelo procure observar seus hábitos de vida, verificando a qualidade da alimentação e estilo de vida como estresse, sedentarismo e outros que podem afetar a saúde dos cabelos. Para a saúde dos cabelos é preciso ter uma alimentação equilibrada e balanceada. Além da alimentação, os cosméticos indicados pelo especialista também irão auxiliar na recuperação dos cabelos.

A alimentação como aliada para a saúde dos cabelos

Quando a alimentação é variada, ela é composta por vitaminas, proteínas, minerais, gorduras boas e ela auxilia na saúde dos cabelos.

A vitamina A e C por exemplo são importantes porque atuam como antioxidantes. A vitamina C melhora a absorção do colágeno fazendo com que os cabelos fiquem mais bonitos, além de promover uma melhor absorção do ferro.

A vitamina A protege o couro cabeludo e promove uma melhor hidratação. A vitamina E é considerada um antioxidante muito interessante protegendo as células contra a ação dos radicais livres que promovem o aceleramento do envelhecimento celular e danos no DNA quando não controlados. Outro suplemento interessante é o ômega 3 que também deve ser considerada e avaliada a sua introdução. A alimentação do ocidental é deficiente em ômega 3 um suplemento muito importante para a saúde e prevenção de doenças.

O uso de colágeno também está associado a saúde não só da pele, mas também dos cabelos. O colágeno possui efeitos benéficos principalmente quando associado a vitaminas e antioxidantes. Essa combinação melhora a imunidade, favorece a saúde da pele, cabelos, unhas e na melhora da disposição e autoestima com os resultados obtidos com a suplementação. A introdução das vitaminas e antioxidantes é muito interessante, com o processo de envelhecimento pode haver riscos de deficiências de alguns nutrientes que desempenham papel importante na imunidade e metabolismo. A combinação de diversas vitaminas como A, C, D, E biotina, zinco e selênio contribui para a imunidade e otimiza a ação do colágeno. A combinação de colágeno e vitamina C por exemplo faz com que os peptídeos de colágeno possam aumentar a ação de fibroblastos e a formação de fibrilas de colágeno de uma maneira específica o que contribui para a saúde da pele, unhas, cabelos e prevenção das dores nas articulações. A biotina por exemplo é encontrada em uma grande variedade de alimentos como gema de ovo, espinafre, couve-flor, alface, pepino cogumelos, amêndoas, nozes, salmão, frango, leite, queijos, arroz integral, aveia, banana, cenoura entre outros. Essa vitamina está associada a saúde da pele, cabelos e unhas e até mesmo no sistema imune. Ela promove o fortalecimento e evita quedas de cabelo e contribui para a saúde cutânea. A biotina atua na síntese de proteínas e mais especificamente na produção de queratina que tem papel importante no crescimento de cabelos saudáveis. A deficiência dessa vitamina acarreta perda de cabelo e erupção cutânea. Para ingerir a biotina é recomendado consultar um profissional nutricionista ou médico para avaliar as necessidades dessa suplementação após a observação dos sintomas e análise de exames laboratoriais. Embora não existam doses diárias bem estabelecidas, a Food and Nutrition Board do Institute of Medicine recomenda 30 mcg / dia para adultos. Normalmente algumas formulações contém de 30 a 60 mcg de biotina, sendo essa dosagem considerada essencial. No entanto dosagem de 30 a 100 mcg também podem estar disponíveis. A avaliação de um profissional antes da suplementação é fundamental.

 Influência da alimentação na saúde dos cabelos | Blog Nutrify

O zinco é um oligoelemento obtido através da alimentação e que tem papel fundamental na manutenção da saúde. Esse oligoelemento tem ganhado destaque devido sua ação na ativação ou inibição de vias de sinalização que agem diretamente nas células. Além dessa ação o zinco é conhecido por atuar em mais de 300 enzimas e em torno de 1000 fatores de transcrição que são dependentes de zinco para que possa exercer as suas atividades de forma regular e manter o equilíbrio de nosso organismo de forma favorável. Os benefícios do zinco estão associados a melhora do sistema imune, atividade anti-inflamatória, aumento da imunidade, melhora de cicatrizações, contribui para o sistema cardiovascular, previne queda de cabelo dentre outras. O zinco está presente em alimentos como carnes vermelhas, peixes, frango, feijão, grão de bico, oleaginosas, gema de ovo, espinafre e outros.

A vitamina B 12 também desempenha importante papel na saúde dos cabelos como manutenção da saúde do couro cabeludo e dos fios. Ela deve ser indicada após avaliação do profissional da área quando há necessidade de suplementação. Ela pode ser injetável, gotas ou comprimidos dependendo da avaliação. A suplementação promove a manutenção do sistema nervoso, prevenção de anemia megaloblástica, manutenção e integridade das células proporcionando qualidade de vida através da prevenção. Ela pode ser reposta também através da indicação de consumo de alimentos fontes dessa vitamina, mas devido a alguns estilos de vida a recomendação do uso de suplementos podem ser sugeridos. Está presente em alimentos como ovos, leites, carnes, cereais e outros.

Os suplementos podem ajudar na saúde dos cabelos?

Vimos que os nutrientes que merecem destaque estão disponíveis em uma variedade de alimentos. Em alguns casos há a necessidade de realizar a suplementação, que são considerados grandes aliados para a manutenção da saúde dos cabelos. Após a avaliação individualizada realizada por um especialista, os suplementos podem ser indicados. Os que merecem destaque são vitaminas do complexo B, C, D e E. biotina, B12, proteínas e minerais. Além das vitaminas para manter a saúde dos cabelos é necessário saber gerenciar as emoções, manter um estilo de vida saudável incluindo alimentação e práticas de atividade física. Esse conjunto irá melhorar a saúde dos cabelos.

Referências Bibliográficas

Thompson. K. G et al. Dietary supplements in dermatology: A review of the evidence for zinc, biotin,vitamin D, nicotinamide,andPolypodium. Jam Acad Dermatol. v. 84, n.4, p.1042-1049, 2021.

Penberthy. W. T et al, Biotina. Nutrition V. 1, p. 289-303, 2020

Disponível em: https://www.tuasaude.com/como-usar-a-biotina-para-o-cabelo-crescer-mais-rapido. Acesso em 26/10/2021.

Suzuki. M et al. Role of intracellular zinc in molecular and cellular function in allergic inflammatory diseases. Allergology International. v. 70, p. 190-200, 2021.

Wessels. I; Rink. L. Micronutrients in autoimmune diseases: possible therapeutic benefits of zinc and vitamin D. Journal of Nutritional Biochemistry. v. 77, p. 108240, 2020.

Wolffenbutte. B. H. R et al.The Many Faces of Cobalamin (Vitamin B12) Deficiency. Mayo Clinic Proceedings: Innovations, Quality & Outcomes. V. 3, n. 2, p. 200-2014, 2019.

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo

CRN: 21984

Consultora Cientifica para blog Nutrify

Rolar para cima