herois-da-reciclagem-a-importancia-das-cooperativas-de-catadores-blog-nutrify

Heróis da reciclagem: a importância das cooperativas de catadores.

Fundamentais na cadeia de reciclagem no Brasil, as cooperativas de catadores têm grande impacto ambiental e social.

As diferentes formas de reciclagem são ferramentas importantes para amenizar problemas ambientais provocados pelo excesso de lixo. Seu principal objetivo é tornar o ciclo de vida dos materiais mais longo, reduzindo a extração de recursos naturais e aliviando os impactos poluentes do descarte na água, no solo e no ar.

Para colher o máximo benefício da reciclagem, é necessário que toda a sociedade esteja engajada na destinação correta dos materiais e que haja condições técnicas e econômicas para sua reutilização.

No Brasil, as cooperativas de reciclagem desempenham um importante papel na cadeia de reaproveitamento.

O cenário da reciclagem no Brasil

A população brasileira gera cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos sólidos anualmente, segundo estudos recentes, desse total, apenas 4% é reciclado. Embora o índice geral seja muito pequeno, existem alguns sucessos a serem comemorados: o país é líder mundial em reciclagem de latinhas de alumínio. Não é à toa que, em grandes eventos, é comum vermos diversas pessoas coletando essas latinhas do chão ou das lixeiras.

Os catadores são agentes fundamentais na coleta, separação e encaminhamento de materiais para reciclagem em nosso país e, cada vez mais, sua atuação é organizada em cooperativas de reciclagem. Levantamento do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis contabilizou cerca de 600 mil pessoas atuando na área, que tem grande importância ambiental, social e econômica.

Como funciona uma cooperativa de reciclagem?

De forma geral, as cooperativas recebem resíduos vindos dos sistemas de coleta seletiva das cidades ou recolhidos diretamente pelos catadores.  Uma vez na cooperativa, os materiais passam por uma triagem e são separados de acordo com suas categorias: vidro, plástico, alumínio, papelão etc.  Depois de separados, materiais similares são ensacados e prensados para facilitar sua venda e transporte às empresas que vão efetuar a reciclagem.

Por que as cooperativas de reciclagem são tão importantes?

De todos os resíduos recicláveis coletados hoje no Brasil, mais de 90% passam pelas cooperativas. Por aí, podemos ter a dimensão da relevância que essas organizações têm na cadeia de reciclagem do Brasil sob diversos aspectos.

Principais benefícios gerados pelas cooperativas de reciclagem:

Ambientais

O trabalho realizado pelos catadores e cooperativas ajuda a reduzir o volume de lixo destinando aos aterros sanitários e aos lixões à céu aberto, evitando contaminação do solo e riscos à saúde humana.

Temos que pensar que separar o lixo reciclável em casa é apenas o começo de um ciclo. Se ele não for corretamente destinado e processado, de nada adianta. É pelo esforço e organização dessas pessoas (que nem sempre são reconhecidas) que temos a chance de devolver à cadeia de valor uma série de resíduos gerados pelo nosso consumo.

Sociais: em um país de grandes desigualdades, o trabalho com coleta, triagem e transporte de resíduos recicláveis é uma fonte de renda indispensável para milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A organização em cooperativas proporciona a muitos catadores, que antes atuavam de forma precária em lixões, a oportunidade de ter melhores condições de trabalho e acesso a equipamentos que ofereçam a eles maior segurança no dia a dia.

Econômica

A venda dos resíduos recicláveis e a remuneração dos catadores cooperados tem significativo impacto na economia. Segundo a Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), o Brasil deixa de movimentar R$ 14 bilhões por ano por não reciclar todos os resíduos gerados.

Isso sem contar os impactos negativos na saúde pública provocados pelo lixo acumulado nos aterros e lixões espalhados pelos país, uma vez que são fatores de risco para uma série de doenças.

Como você pode contribuir com a cadeia de reciclagem?

Ampliar a conscientização sobre a importância da reciclagem é tão necessário que a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura), definiu o dia 17/05 como Dia Internacional da Reciclagem. A primeira etapa acontece em casa, com o descarte adequado dos materiais.

Confira algumas dicas para ajudar na coleta seletiva:

  • Retire restos de alimentos de embalagens e recipientes antes de destiná-los à reciclagem. Se possível, use um balde com água para lavar vários de uma só vez.
  • Ao descartar folhas de papel, procure não amassá-las. Quanto mais intactas, maior seu valor para reciclagem.
  • Vidros quebrados (exceto lâmpadas) podem ser destinados à reciclagem. Mas antes do descarte, devem se embalados de forma segura e identificados, para evitar ferimentos aos trabalhadores.
  • Embalagens de papel plastificado ou parafinado não são recicláveis. Evite seu uso.
  • Procure não usar sacos plásticos para o descarte, prefira caixas de papelão ou sacolas de papel. Se for inevitável, procure fazê-los render, amassando latinhas e dobrando caixas, por exemplo.
  • Caso não haja coleta seletiva domiciliar em seu bairro ou condomínio, junte o material em casa e leve-o até um posto de coleta. Você pode consultar os mais próximos a você aqui.

 

Referências:

https://blog.eureciclo.com.br/realidade-de-uma-cooperativa-de-reciclagem/

https://souresiduozero.com.br/2020/05/a-importancia-do-dia-mundial-da-reciclagem/

https://www.ecodebate.com.br/2020/03/04/reciclagem-indice-nacional-e-de-apenas-3-estudo-revela-que-mais-de-3-mil-cidades-ainda-destinam-residuos-para-lixoes/

https://www.reciclasampa.com.br/artigo/brasil-continua-na-lideranca-da-reciclagem-de-latas-de-aluminio

https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/2020/08/04/brasil-deixa-de-ganhar-r-14-bilhoes-com-reciclagem-de-lixo

https://cutt.ly/XbGbGg2

Rolar para cima