Enzimas digestivas: o que são, para que servem e como tomar

Enzimas digestivas: o que são, para que servem e como tomar

As enzimas digestivas são proteínas produzidas pelo nosso organismo como o pâncreas e que atuam na digestão de alimentos. Essas enzimas quebram em moléculas menores as partículas dos alimentos para que sejam absorvidas e bem aproveitadas pelo organismo. 

A sua atuação na digestão é fundamental para que ocorra a absorção dos nutrientes de modo adequado. Há indícios de que fatores genéticos, estilo de vida, consumo de álcool, estresse, idade entre outros podem alterar a produção dessas enzimas e interferir na saúde e causar sintomas indesejáveis.

O que são enzimas digestivas? Para que elas servem?

As enzimas digestivas são proteínas que auxiliam na quebra de alguns nutrientes como as proteínas, lipídios e carboidratos. As enzimas quebram em moléculas menores para que sejam absorvidos os nutrientes dos alimentos de modo adequado no organismo.

Algumas pessoas podem ter uma quantidade reduzida de enzimas digestivas, o que pode acarretar alguns desconfortos. Para essas pessoas, após avaliação de um especialista, pode ser indicado o uso de enzimas digestivas.

Enzimas digestivas ajudam a emagrecer?

As enzimas digestivas quebram as moléculas dos alimentos em partículas menores e facilitam a sua absorção, é fundamental a ação das enzimas digestivas nos alimentos para que haja aproveitamento dos nutrientes necessários à manutenção da saúde. 

O processo de emagrecimento é a somatória de fatores como alimentação equilibrada, atividade física orientada por um profissional habilitado e estilo de vida modificado

As enzimas digestivas neste caso podem ser indicadas para as pessoas que necessitam da ingestão das enzimas quando o seu organismo não consegue produzi-las de modo adequado e precisa ser suplementada.

Os 3 tipos de enzimas digestivas

As enzimas podem ser:

Lactase: sua função está no auxílio da quebra da lactose, um açúcar presente no leite. A ação da enzima lactase transforma a lactose em glicose e galactose.

Lipase: Esta enzima transforma os lipídios em ácidos graxos e glicerol.

Protease: A protease atua sobre as proteínas quebrando em aminoácidos para que desempenham diversas funções no organismo.

Quais são as enzimas digestivas essenciais?

A atuação das enzimas digestivas no organismo são consideradas essenciais e fundamentais. 

A falta da ação de modo eficiente das enzimas pode gerar desconfortos como gases, azia, abdômen inchado, diarreia, entre outros. 

Esse desconforto é gerado porque há a necessidade de atuação das diferentes enzimas para quebrar em moléculas menores e facilitar a absorção e aproveitamento dos nutrientes presentes nos alimentos. 

As enzimas atuam quebrando proteínas, gorduras, amidos, carboidratos, açúcar do leite dentre outras ações fundamentais. 

As enzimas são essenciais e devem ser individualizadas o seu uso para que obtenha maior efetividade.

Quais os benefícios das enzimas digestivas?

As enzimas digestivas oferecem diversos benefícios quando são indicadas de modo adequado. Vale lembrar que além das enzimas digestivas, uma alimentação adequada também irá ajudar a minimizar os sintomas.

Geralmente a introdução dessas enzimas amenizam os sintomas como desconforto abdominal, perda de peso que pode estar relacionadas a má absorção dos nutrientes, esteatorréia ou presença de gordura nas fezes, dores no abdômen, azia, inchaço, dentre outras individuais que são sentidas quando há ausência de enzimas que atuam de modo eficiente.

Quais são os efeitos colaterais das enzimas digestivas?

Os efeitos colaterais quando utilizado de modo correto é difícil surgir, mas algumas pessoas podem ter dores abdominais, náuseas, vômitos e outras individuais. Todo suplemento deve ser ingerido após a avaliação de um especialista e com acompanhamento.

Alimentos ricos em enzimas digestivas

Diversos alimentos possuem enzimas digestivas, esses alimentos são:

Abacaxi, mamão, banana, kiwi, abacate, gengibre, manga dentre outros alimentos. Ter uma alimentação variada e equilibrada é fundamental.

Enzimas digestivas e probióticos

Os probióticos são microrganismos que auxiliam em um melhor funcionamento intestinal, deixando o intestino mais adequado para a absorção dos nutrientes. 

São definidos como microrganismos vivos que, quando administrados nas quantidades adequadas, promovem proteção ao hospedeiro. Podem ser consumidos em cápsulas, sachês e em alimentos.

 As enzimas digestivas são fundamentais para que ocorra a quebra dos nutrientes em partículas menores, e assim garantir que sejam absorvidas e efetuem as suas funções de modo adequado. 

Além dessa combinação de enzimas digestivas suplementadas e probióticos, vale lembrar que os alimentos possuem também enzimas digestivas que auxiliam em uma melhor quebra dos nutrientes. 

As fibras presentes nos vegetais também servem de alimento para as bactérias probióticas contribuindo ainda mais para uma efetividade na digestão e aproveitamento dos alimentos.

As bactérias presentes no intestino fermentam os alimentos ricos em fibras vinda da alimentação e produz algumas substâncias como os ácidos graxos de cadeia curta como o butirato, acetato e propionato, que são rapidamente absorvidos no intestino e apresentam diversos benefícios. 

Os benefícios associados aos ácidos graxos de cadeia curta estão relacionados a manutenção da integridade da parede intestinal deixando-a mais seletiva e evitando a permeabilidade de patógenos ou substâncias que não são adequadas ao organismo, regulam o sistema imune promovendo a inibição da produção de citocinas inflamatórias como TNF-α e IL-6 através da ativação de mecanismos de ação. 

Promovem também a estimulação de glutationa-S-transferase, uma importante enzima que atua na eliminação de substâncias consideradas tóxicas ao organismo. 

Aqui podemos entender a importância da avaliação de um especialista, pois essa combinação de probióticos, alimentos ricos em fibras chamados de prebióticos e uso de enzimas digestivas podem ser uma combinação perfeita para potencializar a saúde e alcançar os objetivos de modo mais apropriado.

Enzimas digestivas manipuladas: quando usar?

As enzimas digestivas manipuladas podem ser personalizadas conforme a indicação de um especialista. Após a avaliação, este profissional irá identificar a combinação de enzimas digestivas a serem utilizadas. Seja ela para atuar nos lipídios, proteínas ou carboidratos.

Como tomar enzimas digestivas?

As enzimas digestivas podem ser ingeridas antes das refeições que contenham proteínas, carboidratos e gorduras.

Qual é a melhor enzima digestiva?

A melhor enzima digestiva será indicada de modo individual após a avaliação de um especialista. Cada pessoa apresenta necessidades diferentes, por esse motivo a busca por um profissional capacitado é tão importante.

Enzimas digestivas: preço

O preço irá depender da composição e local de compra. Avalie bem antes de adquirir o produto, busque por uma farmácia de manipulação e empresas de sua confiança.

Conclusão

As enzimas digestivas apesar de serem produzidas em nosso organismo em algum momento podem apresentar insuficiência. Neste caso o uso de suplemento pode ser um colaborador na qualidade de vida devido a melhora na absorção de nutrientes de modo adequado ao organismo.

Referências Bibliográficas

Bellis. P.D et al. Probiotic bacteria and plant-based matrices: An association with improved health-promoting features. Journal of Functional Foods. V. 87, p. 104821, 2021.

Quigley. E. M. M. Prebiotics and Probiotics in Digestive Health. Clinical Gastroenterology and Hepatology. v. 17, n. 2, p. 333-344, 2019.

Xu. M et al.  O B-glucan Yeast alleviates cognitive deficit by regulating gut microbiota and metabolites in Aβ1–42-induced AD-like mice. International Journal of Biological Macromolecules. v. 161, p. 258–270, 2020.

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo.

Consultora Científica na integralmédica para blog Nutrify 

Rolar para cima