Dieta Flexível: O que é, como funciona e benefícios | Blog Nutrify

Dieta Flexível: O que é, como funciona e benefícios

A dieta flexível tem como características a manutenção dos macronutrientes e controle das calorias ingeridas. Conhecer os macronutrientes como os carboidratos, lipídios e proteínas é muito importante para equilibrar o cardápio e, também, para fazer escolhas adequadas para a manutenção da saúde.

O que é Dieta Flexível?

A dieta flexível tem como característica principal o objetivo de não restringir alimentos e de alcançar os objetivos com a perda de peso ou ganho de massa muscular. Conhecida nos EUA como IIFYM (If it fit your macros) a forma traduzida para a interpretação mais próxima seria: se isso couber nos seus macros. Isso significa que pode consumir uma alimentação distribuída ao longo do dia desde que respeite as quantidades de carboidratos, proteínas e lipídios calculados individualmente.

Para que serve a dieta flexível?

Essa dieta serve para flexibilizar a alimentação, como o seu próprio nome menciona, e também de tornar mais acessível o objetivo desejado com o seguimento dessa dieta.

Apesar de receber esse nome dieta flexível, há regras para seguir essa alimentação como, por exemplo, seguir as quantidades estipuladas em gramas e também saber escolher alimentos que são saudáveis.

Como funciona a dieta flexível?

Cada pessoa possui uma necessidade individualizada de macronutrientes como as proteínas, lipídios e carboidratos, esse cálculo é realizado considerando o peso, altura, idade e outras informações. Nesta dieta é muito importante o conhecimento desses macronutrientes e também as possibilidades de substituições.

A introdução da dieta flexível não quer dizer que pode introduzir tudo que deseja diariamente, é necessário fazer escolhas saudáveis e conhecer bem os alimentos.

Quais são os benefícios da dieta flexível?

Essa dieta apresenta como benefícios a flexibilidade de substituição de alimentos, evitando a monotonia de um cardápio. Possibilita a pessoa refletir e conhecer os alimentos para fazer escolhas saudáveis. Uma dica é optar por alimentos fontes de gorduras boas, carboidratos na sua forma integral e proteínas magras.

Não há restrições na alimentação

Apesar de ser conhecida como flexível, essa dieta deve ser encorajada a fazer escolhas mais saudáveis, principalmente porque o seu foco é a perda de peso ou ganho de massa muscular. Em alguns momentos como datas festivas ou finais de semana, a escolha por um doce ou uma massa pode ser inserida nos macronutrientes.

Auxilia no emagrecimento

Essa dieta auxilia no emagrecimento devido à presença de restrição calórica quando faz parte do objetivo do seguimento da dieta. A perda de peso ocorre em qualquer plano alimentar que houver restrição calórica. Ex: uma pessoa que precise de 2000 Kcal e consome 1500 Kcal, vai perder peso porque está consumindo uma quantidade menor de calorias. Para o alcance dos objetivos com essa dieta é necessário praticar atividade física que terá a função de otimizar os objetivos da dieta.

E quais as desvantagens?

A desvantagem dessa dieta é que foca em macronutrientes e os micronutrientes deixam de ser recolhidos.

Como mencionado em muitos textos aqui escritos, variar os nutrientes e dar atenção às vitaminas, minerais e antioxidantes é fundamental para o alcance de um sistema imunológico saudável. Esses nutrientes atuam ativando vias em nosso organismo que impedem o desenvolvimento de patologias, estimulam e ativam enzimas dentre outras funções importantes a homeostase do organismo.

Uma dieta não pode ser vista de forma isolada, o indivíduo necessita de micronutrientes e de macronutrientes de forma individualizada.

Como calcular os macros da dieta flexível?

Para iniciar a dieta flexível é necessário calcular as necessidades energéticas da pessoa, ou seja, a quantidade de calorias que gasta no dia (GET).

O próximo passo é definir os objetivos dessa dieta se é perda de peso ou ganho de massa muscular. Se o objetivo for a perda de peso deve-se subtrair 500 Kcal do GET. Existem algumas calculadoras em sites que fazem esses cálculos.

Uma sugestão é procurar um nutricionista e receber orientação, procure conversar com a nutricionista para melhor definir a dieta, para poder segui-la e ir ajustando de forma individualizada e também com segurança.

Quais são os alimentos permitidos?

Os alimentos permitidos são carboidratos, proteínas e lipídios. O ideal é valorizar o consumo de legumes, frutas, cereais integrais, carnes magras e gorduras boas.

Alimentos ricos em proteínas

Os alimentos ricos em proteínas são carnes como a de frango, boi, carneiro, suíno e peixes.  

Produtos lácteos: leites, iogurtes, queijos, etc.

Ovos

Leguminosas (grão de bico, lentilha, ervilha, feijão fradinho, feijão branco, entre outros).

Alimentos ricos em carboidratos

Os alimentos ricos em carboidratos são os pães, cereais, aveia, trigo, quinoa, batata, milho, entre outros.

Alimentos ricos em gordura boa

As gorduras boas são: azeites, óleo de coco, alimentos fontes de ômega 3, castanhas, entre outros.

Existem contraindicações na dieta flexível?

Essa dieta não deve ser indicada para crianças, gestantes, adolescentes e pessoas com saúde frágil. Antes de iniciar qualquer dieta consulte o nutricionista e o médico, não siga uma dieta por conta própria ou por indicação de uma pessoa que não seja habilitada para essa indicação.

Conclusão

A dieta flexível é uma alternativa de alimentação para as pessoas que desejam perder peso ou ganhar massa muscular. Apesar de haver aplicativos para o cálculo dos macronutrientes e também para o gasto energético total, procure orientação de um profissional nutricionista. Os micronutrientes são fundamentais para manter o sistema imunológico ativo. Seguir essa dieta sem uma orientação adequada pode contribuir para deficiências nutricionais principalmente dos micronutrientes. Considerar as vitaminas, minerais e compostos bioativos presentes nos alimentos também é uma estratégia para manutenção da saúde, alcance da perda de peso e ganho de massa muscular de forma adequada.

Referências Bibliográficas

Disponível em: https://www.uol.com.br/vivabem/alimentacao/dieta/dieta-flexivel.htm#:~:text=Alimentos%20permitidos%20na%20dieta%20flex%C3%ADvel&text=%22O%20ideal%20%C3%A9%20valorizar%20alimentos,calorias%22%2C%20comenta%20o%20m%C3%A9dico.Acesso Acesso: 19/04/2021

Disponível em: https://blog.integralmedica.com.br/dieta-flexivel-conceito-e-aplicacao-pratica/. Acesso em 20/04/2021.

 Disponível em:https://www.mundoboaforma.com.br/dieta-flexivel-como-funciona-cardapio-alimentos-e-dicas/. Acesso em: 20/04/2021.

Disponível em :https://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Bem-Estar/Saude/noticia/2020/07/dieta-flexivel-iifym-e-baseada-no-consumo-de-macronutrientes.html. Acesso 22/04/2021.

Rolar para cima