Consumo dos aminoácidos para prevenção da sarcopenia em idosos

Os aminoácidos são as unidades básicas das proteínas. São constituídos por cadeias de carbono ligadas a hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e enxofre. Há 20 tipos de aminoácidos presentes nas moléculas das proteínas existentes na natureza, os quais são: alanina, arginina, aspartato, asparagina, cisteína, fenilalanina, glicina, glutamato, glutamina, histidina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, prolina, serina, tirosina, treonina, triptofano e valina. A ligação através da combinação desses 20 diferentes aminoácidos é que determina a função das proteínas no organismo. Os aminoácidos fazem ligações específicas chamadas ligações peptídicas formando as proteínas que são fundamentais na construção e sínteses de hormônios e neurotransmissores. As proteínas atuam no organismo realizando uma série de funções como de enzimas, estruturais, anticorpos, hormônios, sistema imunológico, transporte de nutrientes, força muscular, regulador do sono dentre outros

Os aminoácidos que constituem as proteínas são encontrados em produtos de origem animal como as carnes vermelhas, frango, ovos, leites e derivados. E nos vegetais e leguminosas como lentilha, ervilha, grão de bico e outros, oleaginosas como castanha do Pará, amêndoa, nozes e avelãs entre outras e sementes como a de abóbora e girassol. Consumir alimentos variados e diversificados é fundamental para enriquecer uma dieta diária.

Os estudos sobre o consumo de aminoácidos têm despertado o interesse nos pesquisadores em conhecer os seus mecanismos em relação a sarcopenia principalmente porque estamos vivendo um período onde a expectativa de vida tem aumentado e junto com esse aumento no tempo de vida há muito interesse em melhorar a qualidade de vida em idosos. Um estudo realizado recentemente sobre os efeitos da proteína dietética adequada com suplementação da proteína do soro de leite e vitamina D em idosos sarcopênicos mostrou ser positivo na velocidade de marcha após 12 semanas de suplementação. Outro benefício associado ao uso de aminoácidos foi observado no tratamento da força muscular e física em pacientes pós AVC com sarcopenia. Yoshimura et al (2019) suplementou durante oito semanas pacientes pós AVC e com sarcopenia. Esse grupo recebeu aminoácidos enriquecidos com leucina e realizaram treinamento de resistência de baixa intensidade, além de um programa de reabilitação pós AVC. Os resultados do estudo mostraram aumento da massa muscular, força e função física nestes pacientes pós AVC e com sarcopenia, contribuindo para melhora na qualidade de vida desses pacientes. O consumo de forma adequada de suplementos como o Whey protein que é rico em aminoácidos parece ser interessante principalmente para complementar a dieta de pessoas idosas que muitas vezes apresentam dificuldades em atingir as metas proteicas de ingestão em uma dieta habitual.

Referências Bibliográficas

Yoshimura.Y et al. Effects of a leucine-enriched amino acid supplement on muscle mass, muscle strength, and physical function in post-stroke patients with sarcopenia: A randomized controlled trial. Nutrition. v. 58, p. 1-6, 2019.

Lin. C. C et al. Effects of adequate dietary protein with whey protein, leucine,and vitamin D supplementation on sarcopenia in older adults:An open-label, parallel-group study. V. 40, n. 3, p. 1323-1329, 2021.

Texto elaborado por Roberta Saraiva Giroto Patrício.

CRN: 21984

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo. No Laboratório de Dieta, Nutrição e Câncer.

Tema do Mestrado: Desenvolvimento de Material Educativo Digital para Divulgação Científica e Tecnológica da Nutrigenômica.

Experiência na área de saúde hospitalar e consultório com atendimento personalizado e individualizado.

Atualmente consultora cientifica para blog da Nutrify.

Rolar para cima