Consumir álcool faz parte da tradição e cultura de muitos povos e muitas vezes é apreciado em função do seu sabor, cor e aroma. A bebida alcoólica é obtida através de um processo de fermentação e fornece em torno de 7,1 Kcal/g. O seu consumo em excesso traz alguns prejuízos para o organismo como, por exemplo, alteração na absorção de nutrientes, sobrepeso, obesidade, aumento da circunferência abdominal, metabolismo alterado, alteração na flora intestinal podendo até interferir na imunidade. A taxa metabólica do álcool pode ser influenciada por inúmeros fatores como a idade, quantidade ingerida, estado de saúde da pessoa que está consumindo, diferença de gênero, fatores genéticos e variações de enzimas que metabolizam o álcool.

Por qual motivo o álcool é chamado de “calorias vazias”?

O álcool é considerado uma caloria vazia porque não fornece nutrientes ao organismo, somente as que irão contribuir para o aumento de peso, trazendo consequências para a saúde quando não consumido com moderação. Em excesso acarreta consequências negativas, como risco de doenças hepáticas alcoólicas e câncer gástrico.

Qual é o efeito do álcool na dieta?

Quando o álcool é consumido de maneira excessiva interfere na dieta, principalmente quando a pessoa está com objetivo de perda de peso. Como vimos, ele oferece muitas calorias que são consideradas vazias por não fornecer nutrientes. Se o objetivo é a perda de peso e ganho de massa muscular evite essa bebida e se a consumir faça com moderação.

Perda de Peso

Na perda de peso o álcool termina interferindo por ser considerado de altas calorias, perdendo somente para a gordura. Como mencionado acima fornece em torno de 7,1 Kcal/g. Se está com esse objetivo é ideal evitar essa bebida ou consumir com moderação. Além dos efeitos no peso, o álcool também reduz a absorção de algumas vitaminas e aumenta a excreção de alguns minerais. Prefira drinks sem álcool preparados com frutas, mas sem adição de açúcar ou leite condensado.

Receita de coquetel de frutas

Ingredientes

  •         10 morangos (higienizados)
  •         6 mirtilos (higienizados)
  •         500ml de suco de Abacaxi
  •         6 folhas de hortelã (higienizados)
  •         250 ml de água com gás
  •         4 rodelas de gengibre

 

Modo Preparo

Encha os copos com gelo picado e reserve.

Faça um purê de morango com ajuda de um garfo e coloque no fundo do copo.

Adicione o suco abacaxi.

Adicione o mirtilo, hortelã, rodelas de gengibre e a água com gás.

Ganho de Massa Muscular

O consumo de bebidas alcoólicas de forma não moderada está associado à efeitos negativos no ganho de massa muscular, principalmente quando relacionada às fibras musculares do tipo 2. Elas são associadas a explosão, força, massa muscular, salto e outros. Se o objetivo é ganho de massa muscular, evite as bebidas alcoólicas. Além desses efeitos a bebida também traz a indisposição no dia seguinte, interferindo nos treinos.

Como diminuir os efeitos do álcool na dieta?

Procure ingerir bastante água antes e durante o consumo da bebida e se programe para esse dia. Se for um dia festivo de preferência aos petiscos menos gordurosos e ricos em sódio.

A vida social é muito importante, mas vale lembrar se seus objetivos estão na perda de peso ou manutenção do peso, evite os petiscos em excesso e bebidas. Essa combinação fornece muitas calorias.

Consumo de Proteínas

Procure consumir proteínas magras como as carnes vermelhas e brancas sem gorduras aparentes, peixes grelhados ou assados em forno. Se o objetivo é ganhar massa muscular e perder gordura, consuma essa bebida de maneira social sem exageros. Tenha uma alimentação saudável priorizando as proteínas magras, verduras, legumes e frutas frescas. Evite os excessos.

Beba bastante água

Quando ingerimos álcool o fígado precisa metabolizá-lo para depois ser excretado através da urina. Ingerir água antes e durante a ingestão da bebida alcoólica auxilia na sua eliminação de forma eficaz e evita a desidratação.

Não abrir exceções

Se você está naquela fase em que os objetivos são a perda de peso, procure resistir e siga suas metas e objetivos. Com o tempo após ter alcançado os objetivos, lembre-se de não baixar a guarda e consumir essa bebida de maneira social e com moderação.

Existe uma quantidade de álcool que não influencia na dieta?

O álcool apresenta algumas implicações na dieta devido às suas calorias e também por interferir na absorção de nutrientes que são importantes para os processos metabólicos. Além de influenciar na dieta, também interfere na microbiota intestinal, não sendo favorável às bactérias do intestino.

Para não deixar a vida social de lado, e se faz muita questão de ingerir essa bebida consumida com moderação, procure escolhas menos calóricas. Deixe para consumi-la em dias festivos. 

Quais bebidas alcoólicas possuem mais calorias?

As bebidas consideradas mais calóricas são as cervejas, batidas feitas com leite condensado e açúcar. Não adianta optar pelas bebidas de mais baixa caloria e consumir em excesso. Ao optar pelas de mais baixa caloria não exceda a dose para não fugir dos objetivos.

Batidas com leite condensado

Se o seu objetivo é perder peso, fuja desse tipo de bebida. A combinação de álcool com bastante calorias e leite condensado resulta em uma bebida altamente calórica.

Caipirinha com açúcar

A adição de açúcar na caipirinha deixa a bebida com uma densidade calórica alta. Os carboidratos são utilizados com finalidade de gerar energia e quando em excesso no organismo são armazenados como gordura favorecendo o ganho de peso e também pode apresentar implicações nas alterações metabólicas, como aumento dos lipídios sanguíneos.

Cerveja

A cerveja apresenta em média 151 calorias por lata e deve ser consumida com moderação tanto para pessoas que estão no gerenciamento do peso quanto para pessoas que não estão. O seu excesso tem implicações sérias na saúde.

Espumante

As calorias presentes nos espumantes são determinadas pela presença de açúcar. Uma taça de espumante possui em média 85 calorias.

Gin

O gin contém um alto teor alcoólico, 100 ml possui 260 calorias.

Conclusão

O consumo de alimentos quando não estão em quantidades adequadas representam impactos sobre o peso corporal. Não seria diferente com a ingestão de bebidas alcoólicas, que apresentam uma densidade energética consideravelmente alta principalmente quando adicionada carboidratos refinados. O consumo moderado ou a substituição por drinks sem álcool e sem adição de açúcares ou água aromatizada é uma estratégia interessante quando o objetivo é a perda ou manutenção do peso.

  

Referências Bibliográficas

Lee Y J, Yoo Min Gyu, Kim H K et al. A associação entre o metabolismo do álcool e variantes genéticas de ADH1A, SRPRB e PGM1 na Coréia. Elsevier. V. 79, p. 137-145, 2019.

Disponível em: https://boaforma.abril.com.br/alimentacao/ranking-de-calorias-das-bebidas-alcoolicas/. Acesso em 15/03/2021.