conheca-a-importancia-da-vitamina-d-na-manutencao-da-saúde-blog-nutrify

Conheça a importância da Vitamina D na manutenção da saúde

A vitamina D pode ser obtida através da ingestão de alimentos sendo que apenas 10 a 20% da vitamina provêm da dieta, sendo as principais fontes dietéticas a vitamina D3 colecalciferol que é de origem animal e estão presentes nos peixes gordurosos de água fria e profunda, como o atum e salmão, e a vitamina D2 ergosterol, de origem vegetal encontrada nos fungos comestíveis.

Mais recentemente, encontrou-se a vitamina D3, em sua forma colecalciferol em liquens, que são vegetais que se desenvolvem em caules e pedras.

As fontes alimentares de vitamina D3 precisam ser absorvidas na presença de gorduras, uma vez que a vitamina D é lipossolúvel, ou seja, sua absorção só é eficiente na presença de gordura no intestino. Para que a vitamina D seja ativada é necessária a exposição da pele à radiação ultravioleta por pelo menos 5 a 10 minutos ao dia, priorizando o início da manhã e final da tarde, dessa forma ocorre a ativação dessa substância.

As fontes dietéticas podem fornecer a vitamina, porém o consumo desses alimentos é considerado baixo pela população ocidental, e combinando com estilo de vida atual de trabalhos dentro de escritórios, comportamentos de evitar o sol, incluindo uso de filtro solar, esses fatores contribuem para que os níveis dessa vitamina tenham sido considerados cada vez mais baixos na população. As conseqüências da deficiência de vitamina D para a saúde está relacionada a problemas esqueléticos associado a má absorção de cálcio, raquitismo, osteoporose em adultos, contribuindo para risco de fraturas espontâneas, fraqueza muscular, doenças autoimunes, como diabetes mellitus esclerose múltipla, doença inflamatória intestinal e  artrite reumatóide. Porém mais estudos precisam ser realizados para elucidar os mecanismos de ação da deficiência da vitamina D. A sua deficiência causa sintomas como, fadiga, cansaço, dores nos ossos e costas, dificuldade de cicatrização, infecções freqüentes e perda óssea.

A descoberta da vitamina D foi um marco muito importante, por permitir prevenir ou curar algumas doenças. Esse nutriente tem como principal função permitir que o cálcio e o fósforo dos alimentos sejam absorvidos no intestino, e em quantidades adequadas para manter e regular o funcionamento celular, neuromuscular, a saúde dos ossos, contribuindo com um crescimento e reparação adequada.

A dosagem de vitamina D no organismo é realizada através de exames de sangue com a 25-hidroxivitamina D para identificar a deficiência dessa vitamina, enquanto que a 1,25-dihidroxivitamina D normalmente é solicitada para pessoas com doenças renais. Após a realização do exame e obtenção dos resultados, para as pessoas com níveis baixos dessa vitamina a suplementação pode ser indicada por um profissional habilitado, com objetivo de prevenir doenças que podem surgir quando a deficiência dessa vitamina for observada.

Fiamenghie e Mello tem como hipótese de que  crianças e adolescentes com excesso de peso apresentam maior prevalência de deficiência de vit D quando comparados ao grupo controle de eutróficos. Essa hipótese pode estar relacionada a base fisiopatológica de que a vitamina D, sendo solúvel em gordura, é superabsorvida pelo tecido adiposo. Outro fator de relevância seria de que o tempo excessivo em televisão, computadores e tablets também está relacionado a níveis mais baixos de vitamina D e também devido a menor exposição a atividades ao ar livre e luz solar.

Alguns estudos de revisão como o de Montes et al, sugere que a vitamina D está associada ao início de doenças intestinais  como por exemplo, doença de Crohn e colite ulcerosa, que são caracterizadas por inflamação crônica progressiva do trato gastrointestinal. Pesquisas sobre a doença de Crohn mostram que a vitamina D, por meio de seu receptor, atua na inibição da produção dos linfócitos T helper Th1 e Th17 e citocinas inflamatórias no trato gastrointestinal, reduzindo a inflamação e mantendo a microbiota intestinal, que têm um papel fundamental na função do sistema imunológico da mucosa . A suplementação de vitamina D é considerada uma terapia eficaz em pacientes com doença de Crohn.

Podemos observar a que a vitamina D é de extrema importância para a saúde, sendo que atua no homestase e regulação de mecanismos de controle no organismo. O estilo de vida atual tem levado muitas pessoas a apresentarem níveis baixos dessa vitamina e uma atenção precisa ser dada para evitar patologias provocadas pela deficiência de vitamina D.

Referencias Bibliográficas

Bouillon. R. et al Vitamin D insufficiency: Definition, diagnosisand management. Best Practice & Research Clinical Endocrinology & Metabolism. v.32, p. 669-684, 2018.

Binkley. N. et al. Low Vitamin DStatus: Definition,Prevalence,Consequences, andCorrection. Endocrinology and Metabolism Clinics .v. 39, n. 2, 2010.

Fiamenghi. V. I;  Mello.E. D Vitamin D deficiency in children and adolescents withobesity: a meta-analysis. J Pediatria. p. 1-7, 2020.

 Montes. R. I et al. Vitamin D and autoimmune diseases. Life Sciences. V. 223, p. 1-8, 2019.

 Castro. L. C. G O sistema endocrinológico vitamina D. Arq Bras Endocrinol Metab. p.55-58, 2011.

Saúde Óssea? O Que Precisamos Saber Sobre Ela | Blog Nutrify

Rolar para cima