Como fortalecer a saúde intestinal? [2022]

O intestino é considerado um órgão muito importante para a manutenção da saúde de forma geral. Nele ocorrem processos de digestão e absorção de nutrientes que são essenciais a nossa manutenção da saúde. Ele apresenta forma de tubo que se estende do final do estômago até o ânus. Possui cerca de 7 a 9 metros de comprimento e é dividido entre intestino delgado e intestino grosso. O intestino é um órgão de funções primordiais, nele ocorre a passagem do alimento, absorção e eliminação dos resíduos. Este órgão apresenta movimentos peristálticos que levam o alimento até a sua eliminação no reto. É muito importante a ingestão de alimentos ricos em fibras como os legumes, verduras, cereais integrais, leguminosas e outros. Essa variação de alimentos contém mais nutrientes e fibras que auxiliam na saúde e melhor motilidade intestinal, deixando as fezes mais macias e facilitando a sua eliminação. Além de deixar a consistência do bolo fecal mais adequada, as fibras presentes nos vegetais, servem de alimento para as bactérias presentes no intestino que estão associadas a benefícios ao nosso organismo.

Como fortalecer a saúde intestinal?

Dormir bem

Para ter uma boa qualidade do intestino é importante ter uma boa noite de sono, introduzir alguns hábitos alimentares saudáveis e mudança de estilo de vida para alcançar os objetivos desejados. A realização de atividades físicas, utilização de óleos essenciais e uma rotina de horários estabelecidos, iluminação escura e aparelhos eletrônicos desligados é uma mudança essencial para obtenção de bons resultados com a qualidade de sono noturno adequada. Todas essas ações irão fortalecer e melhorar a qualidade do intestino.

Como fortalecer a saúde intestinal? | Blog Nutrify

Shots matinais

Os shots são importantes para melhorar o metabolismo, contribui para a imunidade e tem funções antioxidantes com potencial de neutralizar a formação de radicais livres que são formados em nosso organismo.

O shot é uma mistura concentrada de ingredientes e compostos bioativos que têm potencial de melhorar a saúde. Algumas misturas podem ser encontradas na forma de suplementos e apresentam ótimas opções.

 O desequilíbrio entre moléculas oxidantes e antioxidantes é que resulta na indução de danos celulares pelos radicais livres e tem sido conhecido como estresse oxidativo.

Os antioxidantes têm papel fundamental e são responsáveis pela inibição das lesões causadas pelos radicais livres nas células.

Se hidratar

A hidratação também é primordial para a saúde de nosso corpo como um todo, ela auxilia no metabolismo, no funcionamento adequado dos rins, eliminação de substâncias tóxicas do organismo, regulação da pressão arterial, fluxo sanguíneo adequado, bom funcionamento do intestino, absorção de nutrientes, hidratação da pele, temperatura corporal e outros. Ingerir água é fundamental devido a sua importância para o bom funcionamento do corpo como um todo. Não esqueça de ingerir água.

Como fortalecer a saúde intestinal? | Blog Nutrify

Manter uma alimentação saudável

Para ter um intestino saudável, é importante ter uma dieta equilibrada e balanceada, consumir alimentos ricos em fibras, evitar alimentos processados e industrializados, evitar corantes, aromatizantes artificiais, realizar atividade física regular, saber gerenciar as emoções, ter boas relações sociais, ingerir água e outros. Essas ações irão promover uma vida mais satisfatória e consequentemente irá contribuir para um intestino mais saudável.

Evitar alimentos industrializados

Os alimentos considerados ruins para o intestino são os processados e ultraprocessados que não possuem valor nutricional adequado à saúde do intestino. Esses alimentos são pobres em fibras. As fibras auxiliam na motilidade, ou seja, nos movimentos do intestino além de contribuírem para a saúde do intestino. A dica é evitar os fast foods, e prefira alimentos na sua forma mais natural possível.

Suplementação

Alguns suplementos ricos em polifenóis e fibras auxiliam na saúde do intestino porque tem a capacidade antioxidante. As fibras têm como característica produzir efeitos benéficos em nossa flora intestinal. O consumo regular das fibras está associado a melhoria do trânsito intestinal, contribui para controle da obstipação e de doenças relacionadas à constipação. As fibras auxiliam também na capacidade de absorver água e formar gel contribuindo para a manutenção dos níveis de colesterol, glicose e contribui para microbiota intestinal. As recomendações de consumo de fibras são em torno de 20 a 35 gramas de fibras para indivíduos adultos. Devido a correria do dia a dia e vida moderna, muitas vezes temos dificuldades para alcançar as necessidades diárias de fibras, nesse caso, podemos contar com suplementos à base de fibras para conseguirmos consumir a quantidade de fibras adequadas. 

Atividades físicas

A prática de atividade física auxilia no bom funcionamento intestinal contribuindo para um melhor movimento desse órgão tão importante. Além dos benefícios associados ao intestino, aderir a atividade física de forma regular e prazerosa contribui para o gerenciamento do peso, bem-estar mental e outros.

Controle de bebidas alcoólicas

O consumo de bebidas alcoólicas deve ser com moderação, o consumo em excesso prejudica a microbiota intestinal.

Não fumar

Já é conhecido sobre os inúmeros malefícios do hábito tabagista, por esse motivo não se deve ter esse hábito.  Ele prejudica a saúde intestinal e de todo o aparelho digestivo, podendo contribuir para o aparecimento de úlceras, doença de crohn, pólipo e outros.

Conclusão

Para ter uma saúde intestinal bem estabelecida é necessário a combinação de inúmeros fatores e mudança de estilo de vida, que inclui atividade física de forma regular, alimentação equilibrada e variada incluindo fibras alimentares, gerenciamento de emoções e sentimentos, entre outros.

Referências Bibliográficas

Disponível em: http://retomaocontrole.com/blog/como-funciona-o-intestino/. Acesso em 16/12/2021.

Disponível em: http:// http://hospitalsaomatheus.com.br/blog/o-que-e-diverticulite-sintomas-tipos-e-como-se-prevenir/. Acesso em 16/12//2021.

Disponível em: https://www.infoescola.com/sistema-digestivo/intestino-grosso/. Acesso em 13/12//2021.

Macedo, L.L; Vimercati. W C; Araujo. C.S. Fruto-oligossacarídeos: aspectos nutricionais, tecnológicos e sensoriais. Braz. J. Food Technol. v. 23, p. 1-9, 2020

Cheng X, Zheng J, Lin A,Xia H, Zhang Z,  Gao Q, LV W.  et al A review: Roles of carbohydrates in human diseases through regulation of imbalanced intestinal microbiota. Journal of Functional Foods. 2020, 74: 104197.

Souza. J P et al. Breve Relato Sobre os Efeitos Terapêuticos do Gengibre Rev Cient da Fac Educ e Meio Ambiente FAEMA Ariquemes.  v.10, n.1, p 44-53, 2019.

Amad. P.S; Souza. F. C; Paula. C.C.V. The preventive effects of curcumin and micronutrients in colon and rectum. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 2, n. 2, p. 1438-1443, 2019.

Nicacio. G. L. S et al.Breve Revisão Sobre as Propriedades Fitoterápicas do Zingiber Officionale Roscoe – O GENGIBRE. Sinapse Múltipla, v.7, n.2, p 74-80, 2018.

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo.

Consultora Científica na integralmédica para blog Nutrify 

Rolar para cima