Colágeno hidrolisado, quais as vantagens?

Colágeno hidrolisado, quais as vantagens - Nutrify

O colágeno já é um velho conhecido da indústria alimentícia e cosmética, usado há bastante tempo em diferentes produtos, de gomas a cremes. Mais recentemente, no entanto, vemos aumentar a oferta de suplementos nutricionais que tem essa proteína como protagonista e não mais coadjuvante. Isso se deve ao fato do colágeno hidrolisado demonstrar efeito anabólico sobre o tecido cartilaginoso, assim, a suplementação desse nutriente parece trazer diversos benefícios, como favorecer a beleza da pele e auxiliar pacientes com osteoartrite, por exemplo.

Na prática, o consumo diário dessa proteína pode trazer ganhos efetivos? Para responder a essa pergunta é importante entender a diferença entre os tipos de colágeno, pois não são todos iguais! O formato tridimensional da cadeia proteica de colágeno na sua forma natural define se ele é do tipo I, II ou III, por exemplo, pois acordo com a literatura científica existem mais de 16 tipos de colágeno no nosso corpo. O colágeno do tipo I é o mais encontrado em nossa pele, representando cerca de 85% de seu peso seco, já o tipo II predomina nas articulações e em algumas cartilagens. O tipo III também é encontrado na pele, porém num teor muito inferior ao tipo I, apenas cerca de 10% do peso seco da pele. Produzimos naturalmente todos eles, mas em índices cada vez menores com o decorrer da idade. A suplementação de colágeno busca minimizar essas perdas.

Os suplementos podem ter como matéria-prima os diversos tipos de colágeno, porém no formato hidrolisado (também conhecido como peptídeos de colágeno). O processo de hidrólise quebra a estrutura natural do colágeno em moléculas bem pequenas, tão pequenas que já não é possível identificar seu formato tridimensional original nem saber se são do tipo I, II, III ou qualquer outro. E qual a vantagem disso? As moléculas de colágeno hidrolisado são absorvidas pelo organismo de forma mais eficaz e, de modo geral, são bem aceitas pela maioria dos indivíduos.

Assim fica fácil entender porque comer uma simples gelatina não trará à sua pele, por exemplo, os mesmos benefícios que o consumo regular de um suplemento de colágeno hidrolisado. O tipo da proteína e as características de sua absorção pelo organismo fazem toda a diferença.

REFERÊNCIAS

Clark KL, Sebastianelli W, Flechsenhar KR, Aukermann DF, Meza F, Millard RL,

Deitch JR, Sherbondy PS, Albert A. Curr Med Res Opin. 2008;24(5):1485-96.

Inoue N, Sugihara F, Wang X. Ingestion of bioactive collagen hydrolysates

enhance facial skin moisture and elasticity and reduce facial ageing signs in a

randomised double-blind placebo-controlled clinical study. Journal of the Science of

Food and Agriculture. 2016; 96(12),4077–4081.

Proksch E, Segger D, Degwert J, Schunck M, Zague V, Oesser S. ral Intake of

Specific Bioactive Collagen Peptides Reduces Skin Wrinkles and Increases Dermal

Matrix Synthesis. Skin Pharmacol Physiol. 2014;27(1):113-119.

Yazaki M, Ito Y, Yamada M, Goulas S, Teramoto S, Nakaya MA, Ohno S,

Yamaguchi K. Oral ingestion of collagen hydrolysate leads to the transportation of

highly concentrated Gly-Pro- Hyp and its hydrolyzed form of Pro-Hyp into the

bloodstream and skin. J Agric Food Chem. 2017 Feb 28.

Seu e-mail não irá aparecer. Campos obrigatórios *

*

Pular para a barra de ferramentas