Carotenoides: o que são, benefícios e como obtê-los

Carotenoides: o que são, benefícios e como obtê-los

Os carotenóides são considerados uma família de compostos pigmentados com coloração amarelo, avermelhado e alaranjado. Essa substância está presente em diversos alimentos e atualmente tem-se procurado elucidar o consumo desses carotenoides com benefícios à saúde. Dentre os carotenóides pode se destacar a zeaxantina, luteína, betacaroteno e alfa caroteno.

O que são carotenóides? Qual é a sua função?

Os carotenóides são pigmentos com importantes ações biológicas no organismo e que exercem funções que auxiliam na redução do risco de certas doenças. Dentre as suas funções está a atividade antioxidante que promove o auxílio na redução do risco de doenças cardiovasculares, redução da inflamação, efeito hipocolesterolêmico, modulação de genes específicos dentre outras funções importantes.

Quais os benefícios dos carotenóides?

Os benefícios dos carotenóides estão relacionados à redução do risco de certas doenças. 

Esse efeito protetor e antioxidante contribui para uma saúde mais favorável. Vale lembrar que além dos alimentos fontes de carotenóides, uma alimentação equilibrada, variada, controle de estresse, atividade física são importantes de serem considerados para se obter benefícios com a saúde.

Como o ser humano obtém os carotenóides?

Os carotenóides são obtidos a partir da ingestão de alimentos com coloração variada como a beterraba, cenoura, batata doce, mamão, manga, vegetais verdes escuros, entre outros. Por esse motivo, há indicação de se consumir uma variedade de alimentos. Dessa forma obtém-se nutrientes variados e que fazem bem ao nosso organismo.

Quais são as principais fontes de carotenóides?

Beta Criptoxantina

A Beta Criptoxantina também é um carotenóide que apresenta funções antioxidantes e é um precursor da vitamina A. Ele está presente na gema do ovo, laranja, papaia e outros.

Licopeno

O licopeno é um composto bioativo e antioxidante natural presente nos alimentos como as frutas, vegetais vermelhos e amarelos. Está presente na cenoura, mamão, melancia e tomate, principalmente na forma de molho. 

Estudos com o licopeno têm sugerido a sua eficácia nas fases do câncer de próstata em homens, através da supressão e interrupção do ciclo celular e a apoptose em células de câncer de próstata, através da modulação de vias de sinalização que atuam na prevenção do câncer. 

O licopeno pode ser usado como um auxiliar e uma alternativa em certas terapias e em conjunto com o tratamento médico. Possui a fórmula química de C40 H56 e é um tetra-terpeno. A pasta de tomate tem sido associada a melhor forma de obtenção e aproveitamento do licopeno. 

Além das pastas e sucos, o licopeno pode ser obtido em farmácias e lojas de suplementação na forma de cápsulas e comprimidos com doses de 5 a 30 mg desse princípio ativo, que está associado a diversas funções no organismo como anti-inflamatória, antioxidante e na prevenção de certos cânceres como o de próstata, mas a suplementação só deve ser ingerida após uma avaliação e indicação de um especialista. 

Esses mecanismos estão associados a efeitos terapêuticos do licopeno na inibição do estresse oxidativo, inflamação, restaurações de funções das mitocôndrias, apoptose e outros. 

Um dos mecanismos do licopeno é o aumento da expressão do gene da conexina que auxilia na redução de proliferação de células cancerígenas. Em pacientes que tiveram câncer, por exemplo, a suplementação de licopeno parece ser interessante devido a ação anti-inflamatória desempenhada por esse composto bioativo. 

Devido ao risco de recidiva do tumor, o uso da terapia quando indicada pela equipe de médicos e nutricionistas com o licopeno poderia ter efeitos benéficos a saúde e qualidade de vida. 

Um estudo realizado com 480 camundongos com câncer de próstata revelou que o licopeno pode contribuir para a redução da inflamação por meio da inibição ou redução de vias que estão ativadas e que promovem esse ciclo da inflamação. 

A ação do licopeno estaria ligada redução do iNOS (oxido nítrico sintase induzível, COX2 (ciclooxigenase-2), IL-6 ( interleucina 6), TNF-α (fator de necrose tumoral alfa) além da supressão de NF-κB e JNK  reduzindo assim a  inflamação. Introduzir alimentos ou suplementos em casos de indicação de licopeno pode estar associado a redução do risco do câncer de próstata através de seus mecanismos de ação envolvidos nessa patologia.

Luteína e zeaxantina

A luteína é um composto carotenóide que pode ser encontrado em alimentos como espinafre, brócolis, ervilha, vegetais de folhas verdes, alface e ovos. A sua ação protetora na saúde está associada a benefícios oculares, irritação de pele, distúrbios neurológicos dentre outros. 

A zeaxantina também é um carotenóide que apresenta benefícios à saúde devido a sua ação antioxidante. Essa ação antioxidante promove proteção e auxilia na prevenção de doenças oculares, prevenção de envelhecimento precoce, doenças cardíacas dentre outras. 

As fontes alimentares de zeaxantina são ovos, couve, espinafre, brócolis, alface, laranja, dentre outros.

Betacaroteno

O betacaroteno também é conhecido como uma provitamina A, que será transformado nesta vitamina em nosso organismo. 

Ele desempenha funções importantes como a de antioxidante e neutraliza os radicais livres. Com essa ação contribui para a saúde através da melhora de quadros como envelhecimento precoce das células, melhora a imunidade, fortalece unhas, cabelos, beneficia os olhos, dentre outras ações.

Alfacaroteno

O alfa caroteno é um pigmento natural encontrado em alguns alimentos como as frutas e verduras. Possui efeitos antioxidantes que auxiliam na eliminação dos radicais livres. 

Quais são os alimentos ricos em carotenóides?

  • Abóbora
  • Mamão
  • Manga
  • Brócolis
  • Cenoura
  • Beterraba
  • Espinafre
  • Agrião
  • Tomate

Veja como aumentar a biodisponibilidade dos carotenóides nos alimentos

Os carotenóides são solúveis em gorduras, uma dica é temperá-los ou refogar com fontes boas de gorduras como azeite e óleo de coco. No caso do tomate, a pasta de tomate tem sido associada à melhor forma para a obtenção e aproveitamento do licopeno.

Conclusão

Ter uma alimentação variada e equilibrada tornará a dieta mais rica em nutrientes devido a variedade de vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos e de compostos bioativos importantes como os carotenóides.

Referências Bibliográficas

Potential health benefits of carotenoid lutein: An updated review. Food and Chemical Toxicology.v.154, n. 112328, 2021.

 

Amaya. D. B. R. Current knowledge on the health benefits of carotenoids: Focus on the scientific evidence.Academic Press. p. 693-717, 2021

Mirahmadi. M et al.al. Potential inhibitory effect of lycopene on prostate câncer. Biomedicine & Pharnacotherapy. v. 129, p. 110459, 2020.

Texto elaborado por: Roberta Saraiva Giroto Patrício

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Universidade de São Paulo.

Consultora Científica na integralmédica para blog Nutrify.

Rolar para cima