beneficios-dos-alimentos-organicos-blog-nutrify

Benefícios dos alimentos orgânicos

Os alimentos orgânicos têm impacto na saúde e meio ambiente e estão cada vez mais sendo procurados pelos consumidores. Alguns estudos discutem os benefícios na saúde humana durante a produção de alimentos livres de pesticidas como os orgânicos. Além dos benefícios para o meio ambiente, os alimentos orgânicos podem apresentar uma concentração maior de seus nutrientes, como no caso de cenoura e abóbora que podem conter mais beta caroteno. Podem ser consumidas com casca de forma mais segura devido à ausência de pesticidas como no caso das maçãs. Consumir alimentos em sua forma integral melhora a composição da dieta deixando mais rica em fibras. Os alimentos orgânicos recebem o selo de certificação do SisOrg (Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica) esse selo proporciona maior segurança porque garante que o alimento é livre de alterações químicas.

O que são alimentos orgânicos?

Os alimentos orgânicos são aqueles que possuem rótulos de orgânicos e seus métodos de produção respeitam o meio ambiente, biodiversidade e bem-estar animal. Os alimentos são produzidos livres de agrotóxicos sintéticos, fertilizantes químicos e animais sem hormônios e antibióticos.  Todas as técnicas envolvidas na produção de alimentos orgânicos respeitam o meio ambiente e a saúde dos profissionais que trabalham com o plantio.

Quais são os benefícios dos alimentos orgânicos?

Os alimentos orgânicos apresentam inúmeros benefícios à saúde além de proporcionar um bem-estar mental por estar consumindo um produto que foi produzido respeitando o meio ambiente e as pessoas que o cultivaram.

Alimentos mais nutritivos

Alguns estudos têm relatado que os alimentos orgânicos além de serem mais saborosos também tem uma concentração maior de nutrientes, é claro que tudo isso vai depender de como esse solo está. No caso de animais, como são criados de modo mais livre, consumindo mais pastagens, eles possuem uma concentração maior de vitaminas em sua carne em comparação aos gados confinados.

Alimentos mais saborosos

Os alimentos orgânicos tendem a apresentar um sabor mais adocicado, quando se pensa em vegetais e a intensidade na sua cor o deixa mais atrativo.

Evitar problemas de saúde

Os alimentos orgânicos além de serem mais bonitos e saborosos, a sua produção auxilia na melhoria de vida e saúde dos trabalhadores do campo. O seu cultivo não usa pesticidas favorecendo a saúde de quem produz esses alimentos. O consumidor também se beneficia de um alimento mais saudável e livre de produtos químicos em sua produção. Saber que está consumindo um alimento que contribui para saúde do produtor e meio ambiente é muito satisfatório.

Os alimentos contendo pesticidas em grande quantidade ou a longo prazo podem contribuir para o aumento do risco à saúde como por exemplo das alergias.

Preservação do meio ambiente

Tem se observado o crescimento do interesse pela busca no consumo de alimentos orgânicos, essa demanda pode estar relacionada ao interesse das pessoas pelo consumo de alimentos e produtos, e está relacionado a proteção do meio ambiente, recursos hídricos e manutenção da saúde e bem-estar em geral. Esse tipo de produção prioriza o uso responsável de recursos naturais, além da preocupação com os alimentos produzidos.

Menos impacto no solo

Esse tipo de cultivo auxilia na manutenção da qualidade do solo porque visa a conservação da fertilidade do solo realizando a adubação verde e todo o cuidado para manter esse solo nutrido para produzir alimentos que sejam de ótima qualidade.

Ausência de agrotóxicos

A ausência de agrotóxicos na produção dos alimentos orgânicos é um ponto crucial. Ele beneficia o produtor, ou seja, aquele que cuida e cultiva o alimento até o consumidor. Consumir esse tipo de alimento traz um certo conforto em saber que sua produção contribui para o bem-estar dos trabalhadores, meio ambiente e consumidores.

Bem-estar dos animais

Sempre que pensamos em orgânicos lembramos somente dos vegetais. A produção orgânica vai muito além dos vegetais e incluem as carnes, ovos e leites. Os animais neste tipo de produção são muito respeitados e não é permitido a utilização de hormônios, antibióticos e anabolizantes e há um respeito pelo ciclo de vida do animal que vivem de forma mais digna, livres nas pastagens. As fazendas que aderem a esse projeto normalmente estão preocupadas com a sustentabilidade, animais e consequentemente oferecem aos consumidores alimentos que promovem a melhora da saúde das pessoas. As carnes orgânicas apresentam algumas vantagens como um teor de colesterol e gordura reduzido devido a alimentação e pela forma que os animais são criados. As vitaminas presentes nesses alimentos também possuem relevância como vitamina E, A, ômega 3 e outros.

As vantagens na saúde estão associadas principalmente ao teor reduzido de colesterol e de hormônios além das vitaminas citadas. Os ácidos graxos ômega 3 tem impacto positivo na saúde reduzindo a inflamação no organismo, responsável pelo desencadeamento de doenças relacionadas a ativação constante da inflamação.

A ativação constante da inflamação no organismo está associada à ocorrência de outras doenças como diabetes, certos tipos de câncer, doenças neurológicas e outras.

Economia de energia

Como este tipo de produção visa o uso sustentável de recursos que tem o uso responsável da água e solo, a energia também não poderia ficar de lado. Esse tipo de produção não utiliza adubos químicos, o que já garante a economia de energia. Para a produção desses produtos são utilizadas as máquinas que requerem o consumo da energia.

Como identificar os alimentos orgânicos?

Todo o produto orgânico deve receber o certificado pelo Sistema Brasileiro de Conformidade Orgânica que é coordenado pelo Ministério da agricultura, pecuária e Abastecimento que garante a conformidade na produção dos produtos.

Conclusão

O consumo e o interesse por alimentos orgânicos têm crescido atualmente, isso pode estar relacionado a preocupação das pessoas pelo modo de cultivo, meio ambiente e saúde dos trabalhadores que cultivam esses alimentos e busca pela otimização de sua própria saúde.

Referências Bibliográficas

Ladwein R; Romero. A. M. S. The role of trust in the relationship between consumers, producers and retailers of organic food: A sector-based approach. Journal. v. 60, p.102508, 2021.

Disponível em: http://www5.sefaz.mt.gov.br/-/produtos-organicos-contribuem-para-a-preservacao-do-meio-ambiente. Acesso em 31/08/2021.

Acesso em https://www.pensamentoverde.com.br/dicas/10-bons-motivos-para-consumir-alimentos-organicos/. Disponível em 31/08/2021.

Disponível em: https://conceitos.com/carne-organica/. Acesso e, 01/09/2021.

Texto elaborado por Roberta Saraiva Giroto Patrício.

CRN: 21984

Nutricionista Mestre em Ciências dos Alimentos pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo. No Laboratório de Dieta, Nutrição e Câncer.

Experiência na área de saúde hospitalar e consultório com atendimento personalizado e individualizado.

Atualmente consultora cientifica para blog da Nutrify.

Rolar para cima