alimentacao-e-outros-cuidados-auxiliam-no-tratamento-da-acne-blog-nutrify

Alimentação e outros cuidados auxiliam no tratamento da acne

A relação entre dieta e acne é altamente discutida. Por isso separamos alguns pontos cruciais para você levar em consideração nos seus hábitos alimentares e de vida:

A)   Lactose: alta ingestão (≥ 2 copos por dia) de produtos lácteos com alto teor de gordura foi associada à acne moderada a grave. A acne que ocorre após a ingestão de alimentos ricos em iodo aparece de repente, e é caracterizada por muitas pápulas. A associação entre acne e leite também pode ser resultado do conteúdo de iodo no leite.

B)   Restrição de chocolate: o consumo de chocolate preparou células mononucleares do sangue humano para liberar mais citocinas pró-inflamatórias, interleucina-1β e TNFα, mediante estimulação com Propionibacterium acnes. O chocolate escuro contém mais antioxidantes que o chocolate ao leite, o que levaria à conclusão de que pode ter efeitos comedogênicos menores.

C)   Fibra alimentar: pacientes com acne devem consumir diariamente 30g fibras. A fibra ajuda a eliminar toxinas e hormônios usados no corpo. Alguns componentes solúveis da fibra alimentar, como farelo de aveia, pectina e goma de guar, estimulam a excreção fecal de ácidos biliares.

D)   Limpeza frequente e proteção solar: os produtos de lavagem e de venda livre são intervenções comuns na acne.

E)   Tabaco: evidências clínicas e dados experimentais mostram uma correlação direta entre o hábito de fumar e a acne pós-puberal, na qual a acne pós-adolescente clinicamente não inflamatória (atípica) é a mais frequente. A forma comedonal predomina nos fumantes. É caracterizada pela presença de micro e macro comedones e poucas lesões inflamatórias, o que leva alguns autores a descrever essa forma clínica como “rosto de fumante”. A glândula sebácea é sensível à acetilcolina, estimulada pela nicotina. A acetilcolina leva à modulação e diferenciação celular, induzindo hiperqueratinização e influenciando a produção e composição do sebo, além de reduzir agentes antioxidantes e aumentar a peroxidação dos componentes do sebo, como o esqualeno.

@nutrigabrielamotta

Rolar para cima