Saiba mais sobre essa alternativa, que favorece o meio ambiente e ainda pode te ajudar a economizar na conta de água.

Você já deve ter passado em frente a algum edifício, residencial ou comercial, e visto uma placa com os dizeres: “utilizamos água de reuso”.  Mas você sabe exatamente o que significa isso e por que a prática é tão relevante a ponto de ser divulgada assim para todo mundo?

Neste post vamos deixar você por dentro do assunto.

Afinal, o que é água de reuso?

Trata-se de água já utilizada previamente em outras atividades humanas – domésticas, comerciais ou industriais (água residual) – mas que se encontra dentro de padrões preestabelecidos para ser destinada a novos usos. Ou seja, água em condições de ser reaproveitada para fins específicos.

Não podem se tornar águas de reuso as chamadas águas residuais negras, aquelas que entraram em contato com fezes e/ou urina. Apenas as águas cinzas, que provêm do banho, da máquina de lavar ou de pias de banheiro, por exemplo.

Antes de serem novamente utilizadas, no entanto, elas devem passar por um tratamento dentro das Estações de Tratamento de Esgoto das cidades.

Reuso direto e indireto da água, entenda e diferença

Existem dois tipos de reuso para a água. O reuso indireto acontece quando a água já utilizada pelo homem é descartada novamente em reservas hídricas, nem sempre isso ocorre após tratamento adequado, o que representa um problema relativo à poluição. Já o reuso direto é aquele planejado com uma intenção clara, cumprindo todos os processos de tratamento antes da nova destinação.

Vale lembrar que, mesmo após esses tratamentos, a água de reuso não se torna potável, portanto, não deve ser ingerida por pessoas e animais. Embora já existam tecnologias em desenvolvimento para tornar essa possibilidade real.

Afinal, para que a água de reuso pode ser utilizada?

Essa água pode ser utilizada para uma série de atividades, seja na indústria, comercio, zeladoria urbana ou em residências, especialmente, condomínios. Entre as aplicações mais comuns, estão:

  • Limpeza de pátios, calçadas, escadarias etc. – Uma das funções mais úteis em condomínios e fábricas, que geralmente tem grandes áreas abertas.
  • Refrigeração de equipamentos – Bastante interessante para a indústria.
  • Irrigação de jardins, campos de futebol e outras áreas verdes – Esse uso é bastante comum em condomínios, universidades e na zeladoria urbana, para manutenção de praças e jardins. Vale ressaltar que seu uso não é recomendado para regar hortas!
  • Lavagem de artigos têxteis que não sejam de vestuário – Itens mais grosseiros, como tapetes de entrada, panos de chão ou estofamentos de jardim, podem ser lavados com água de reuso.

Esses são apenas os usos mais comuns, mas existem diversos outros.

Benefícios da água de reuso

Meio ambiente:

Já falamos aqui sobre o quanto a escassez de água é uma ameaça que cresce em todo o mundo. Assim, a mais nobre vantagem da água de reuso é ambiental, já que ajuda a poupar recursos hídricos potáveis, evitando que eles sejam usados para outros fins e reduzindo o desperdício.

Economia financeira:

A água de reuso pode beneficiar as finanças também. Por exemplo, empresas que usam um grande volume de água para refrigeração de equipamentos podem ter uma redução significativa de custos com as concessionárias. Além disso, muitos municípios oferecem incentivos fiscais para empresas que tenham sistemas de tratamento de água internos.

Conscientização:

Debater o assunto e levar a água de reuso para dentro de seu condomínio ajuda a criar mais consciência sobre o tema da sustentabilidade e engajar os moradores no combate ao desperdício de água.

Como ter acesso à água de reuso?

Indústrias, comércios e condomínios podem investir na instalação de sistemas de tratamento e reuso de água. Atualmente, existem diversas empresas especializadas na prestação desse serviço.

Outra opção e comprar essa água diretamente das concessionárias responsáveis pelas estações de tratamento de cada cidade.

Reaproveitando água dentro de casa

Sabe as águas cinzas que mencionamos no início? Você pode reaproveitá-las em seu apartamento ou casa sem ter que instalar sistemas complexos.

Basta coletar a água da máquina de levar ou do banho usando baldes e armazená-la em galões ou reservatórios próprios para esse fim. O importante é que esses reservatórios sejam fechados, para evitar a presença do mosquito transmissor da dengue, e mantidos longe do alcance de crianças.

Para que essa água, que geralmente contém sabão e outras substâncias domésticas residuais, não fique com cheiro desagradável, basta adicionar 5 ml de água sanitária para cada litro.

Você pode usá-la para lavar o quintal, regar plantas e outras finalidade que comentamos aqui.

 

Referências:

http://info.opersan.com.br/6-motivos-para-empresas-optarem-pelo-reuso-de-agua

https://www.aecweb.com.br/revista/materias/agua-de-reuso-e-alternativa-para-usos-nao-potaveis/10794

https://www.ecycle.com.br/5140-agua-de-reuso-condominio-sustentavel.html              

http://www.federacaobrasilcom.org.br/2017/11/27/comissao-autoriza-incentivo-fiscal-para-o-reuso-de-agua/

https://www.ecycle.com.br/2629-agua-de-reuso-aproveitamento-de-agua-da-chuva