Ação do Gengibre na saúde articular | Blog Nutrify

Ação do Gengibre na saúde articular

O Gengibre ou Zingiber officinale é uma planta aromatizante comum para uma variedade de alimentos e bebidas. Considerada uma das ervas milenares mais populares do mundo, seu rizoma contém uma variedade de substâncias ativas como óleos essenciais (gingerol, zerumbone, shogaol, zingerone, canfeno, cineol e borneol). O gengibre tem sido usado desde os tempos antigos na medicina ayurvédica e tradicional chinesa para tratar uma ampla gama de doenças, incluindo resfriado comum, febre, dor de garganta, dor, reumatismo e bronquite; como estimulante do apetite e antipirético; e para problemas digestivos, distúrbios gastrointestinais, espasmo abdominal e náuseas e vômitos associados ao enjoo e à gravidez. Seus compostos bioativos também são úteis no tratamento de dor de estômago, diarréia, dor de dente, gengivite, bronquite, hipertensão, demência, febre, helmintíase, constipação e distúrbios respiratórios asmáticos (1).

Artro Aid | Blog Nutrify

Estudos científicos mostraram que o gengibre possui uma ampla gama de propriedades farmacológicas e biológicas que são de imensa utilidade para os seres humanos. Os vários extratos de gengibre possuem efeitos antibacterianos, analgésicos, anti-inflamatórios, anti angiogênicos e anti tumorais. Recentemente, estudos clínicos mostraram que diariamente que o consumo de gengibre cru e resultou em reduções moderadas na dor muscular após lesão muscular induzida pelo exercício (1).

De todas as ações do gengibre, são os efeitos anti-inflamatórios e estimulantes circulatórios da planta que são mais importantes para as doenças e dores articulares, e é sobre esse assunto que iremos focar neste artigo.

EFEITOS DO GENGIBRE NA SAÚDE ARTICULAR

Os estudos em humanos com gengibre para a melhora da saúde articular mostraram resultados principalmente em pessoas que sofriam de doenças articulares, como artrite reumatóide e osteoartrite. Um estudo utilizou 170 mg de extrato de gengibre durante 3 semanas, comparado a medicação de ibuprofeno, um medicamento muito utilizado para alívio de dores em geral. Mesmo que a ação do fármaco tenha sido superior, o grupo que utilizou o extrato de gengibre relatou melhora das dores articulares comparado ao grupo placebo. (2). Posteriormente, outro estudo analisou a eficácia de 255 mg 2x ao dia de extrato de gengibre durante um período de 6 semanas em pessoas que sofriam de osteoartrite. No final do estudo, a administração do extrato de gengibre reduziu a dor em pé e depois de caminhar dos indivíduos que receberam o as cápsulas com o composto, comparado ao grupo que recebeu o placebo (3). Wingler et al (4) observou que a administração de 250mg de extrato de gengibre 4x ao dia durante um período de 6 semanas foi superior na redução da dor e desconforto associado à osteoartrite.

Depois de expor esses estudos, pode-se dizer que a suplementação em curto prazo se faz ineficaz para a melhora das dores por quem sofre de doenças articulares, por outro lado, o uso prolongado dos efeitos terapêuticos são significativos. O gengibre oferece um bom nível de segurança.

Ação do Gengibre na saúde articular | Blog Nutrify

EFEITO ANTI-INFLAMATÓRIO E ANTIOXIDANTE DO GENGIBRE

Inúmeros estudos realizados no passado provaram que as espécies reativas de oxigênio, conhecido também pela sigla EROS, têm um papel importante na patogênese da artrite. O gengibre e seus fitoquímicos são sequestradores de radicais livres, ou seja, eliminando o excesso de EROs, oferecendo maior processo anti-inflamatório e diminuição de substâncias pró-inflamatórias que resultam em maior dor articular (5).

Dugasani e seus colaboradores (6) compararam as atividades antioxidantes e anti-inflamatórias dos gingeróis e seus análogos naturais. Os autores observaram que os compostos gingerol e shogaol do gengibre exibiram atividades de eliminação de radicais livres, também reduziram o estresse oxidativo. Ainda nesse mesmo estudo, os autores observaram que o composto shogaol do gengibre é o que possui as atividades antioxidantes e anti-inflamatórias mais potentes. A administração de gengibre e seu composto zerumbone previne a depleção de glutationa, um potente antioxidante, permitindo assim, maior atividade antioxidante e anti-inflamatória (7).

As espécies reativas de nitrogênio, como o óxido nítrico (NO) e seus derivados (por exemplo o peroxinitrito) têm sido implicado na patogênese de doenças inflamatórias, incluindo a artrite devido o aumento de citocinas pró-inflamatórias, como IL-1 e TNF, causando ativação da via iNOS (sintase de óxido nítrico induzível) nas células ósseas, potencializando as citocinas pró-inflamatórias causando perda óssea induzida pela inflamação. Estudos relataram que o composto gingerol, encontrado no gengibre, é capaz de inibir a produção de NO estimulado pela produção de LPS. Esse efeito foi parcialmente mediado pela inibição da atividade enzimática da iNOS, reduzindo assim, o aumento de citocinas (8). Assim como demonstrado em outros estudos que os compostos shogaol e zingerone foram capazes de inibir a expressão de iNOS, suprimindo os níveis de enzimas pró-inflamatórias (9,10).

Ação do Gengibre na saúde articular | Blog Nutrify

CONCLUSÃO

O gengibre tem sido usado como agente anti-articular por séculos nos vários sistemas tradicionais e folclóricos da medicina. Estudos mostraram que a atividade farmacológica do gengibre se deve aos seus compostos bioativos como gingerol, shogaol, zerumbone e zingerone. Devido sua abundância, baixo custo e segurança no consumo, o gengibre se torna um potente alimento em conjunto com seus compostos com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes capazes de reduzir dores e trazer maior qualidade de vida principalmente para pessoas que sofrem de doenças articulares. Sua utilização como método alternativo, deve ser feito de forma prolongada, já que seu uso em curto prazo foi demonstrado baixa eficácia. Incluir esse alimento no seu dia-a-dia e utilizar em forma de suplemento, irá proporcionar benefícios em longo prazo à saúde.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1.   Manjeshwar Shrinath Baliga, Latheesh Latheef, Raghavendra Haniadka, Farhan Fazal, Prajwal Prabhudev Mane, Faizan Kalekhan, Jacob Chacko, Chapter 12 – Ginger (Zingiber officinale Roscoe) in the Treatment of Osteoarthritis: Clinical Observations and Mechanistic Insights
  2.   Bliddal H, Rosetzsky A, Schlichting P, Weidner MS, Andersen LA, Ibfelt HH, et  al. A randomized, placebo-controlled, crossover study of ginger extracts and ibuprofen in osteoarthritis. Osteoarthritis Cartilage 2000;8(1):9–12.
  3.   Altman RD, Marcussen KC. Effects of a ginger extract on knee pain in patients with osteoarthritis. Arthritis Rheum 2001;44:2531–8.
  4.   Wigler I, Grotto I, Caspi D, Yaron M. The effects of Zintona EC (a ginger extract) on symptomatic gonarthritis. Osteoarthritis Cartilage 2003;11:783–9.
  5.   Sutipornpalangkul W, Morales NP, Harnroongroj T. Free radicals in primary knee osteoarthritis. J Med Assoc Thai 2009;92:S268–74
  6.   Dugasani S, Pichika MR, Nadarajah VD, Balijepalli MK, Tandra S, Korlakunta JN. Comparative antioxidant and anti-inflammatory effects of [6]-gingerol, [8]-gingerol, [10]-gingerol and [6]-shogaol. J Ethnopharmacol 2010;127:515–20.
  7.   Nakamura Y, Yoshida C, Murakami A, Ohigashi H, Osawa T, Uchida K. Zerumbone, a tropical ginger sesquiterpene, activates phase II drug metabolizing enzymes. FEBS Lett 2004;572:245–50.
  8.   Ippoushi K, Azuma K, Ito H, Horie H, Higashio H. [6]-Gingerol inhibits nitric oxide synthesis in activated J774.1 mouse macrophages and prevents peroxynitrite-induced oxidation and nitration reactions. Life Sci 2003;73:3427–37.
  9.   Pan MH, Hsieh MC, Hsu PC, Ho SY, Lai CS, Wu H, et  al. 6-Shogaol suppressed lipopolysaccharide-induced up-expression of iNOS and COX-2 in murine macrophages. Mol Nutr Food Res 2008;52:1467–77
  10.   Kim MK, Chung SW, Kim DH, Kim JM, Lee EK, Kim JY, et al. Modulation of age-related NF-kappaB activation by dietary zingerone via MAPK pathway. Exp Gerontol 2010;45(6):419–26

João Pinheiro

Rolar para cima