A dieta low carb auxilia no controle da diabetes? | Blog Nutrify

A dieta low carb auxilia no controle da diabetes?

A dieta low carb é uma estratégia no plano nutricional, baseada no consumo de alimentos com percentual de carboidratos reduzidos, como o seu nome propriamente diz, dando prioridade aos carboidratos de baixo índice glicêmico e os alimentos minimamente processados. Considerados biomoléculas disponíveis na forma de amidos, açúcares e fibras, alguns estudos sugerem que o consumo excessivo de carboidratos e de calorias são os responsáveis pelo surgimento da diabetes tipo 2 e da obesidade.  As recomendações da Diabetes Canadá e da Health Canada para população geral é de 45% a 60% de carboidratos da energia total.

A introdução da dieta low carb está associada à melhora na saciedade o que contribui na perda e manutenção do peso e prevenção do diabetes tipo 2 por reduzir os níveis de glicose no sangue e melhora nos quadros de dislipidemias.

O que é diabetes?

Diabetes é considerada uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue fazer uso da mesma de forma adequada, podendo haver problemas na secreção ou, até mesmo, na ação desse hormônio.

A função da insulina é promover a entrada da glicose vinda da alimentação na célula. Após a entrada na célula, ela é utilizada para gerar energia e quando esse mecanismo não ocorre de forma adequada acarreta aumento de glicose no sangue, o que pode desencadear alguns problemas como a hiperglicemia.

Quais são os tipos de diabetes?

Diabetes Tipo 1

Essa forma de diabetes ocorre quando há destruição das células beta do pâncreas devido a um processo imunológico que leva a deficiência na produção.

Diabetes Tipo 2

Na diabetes tipo 2 ocorre a produção de insulina, porém a sua entrada na célula não ocorre de forma eficaz. Ela está associada à obesidade, sedentarismo e hábito alimentar inadequado. Esse tipo está se tornando uma epidemia e estima-se que em 2030 o número de pessoas com diabetes tipo 2 seja de 578,4 milhões de pessoas. Sendo que 90% dos casos tem como característica a hiperglicemia e resistência à insulina que traz muitas complicações a longo prazo quando não tratada.

Diabetes Gestacional

Esse tipo de diabetes costuma aparecer durante a gestação e demanda alguns cuidados, como o acompanhamento de um médico e do nutricionista para direcionar a alimentação. Normalmente esse quadro se normaliza após o nascimento do bebê.

Dieta low carb auxilia no controle das diabetes?

A dieta rica em carboidratos principalmente os refinados promovem a disponibilização de glicose no sangue e em abundância faz com que o pâncreas produza um hormônio chamado insulina, que é responsável pelo controle dos níveis de glicose no sangue. Esse hormônio trabalha como uma chave, fazendo com que a glicose consiga entrar nas células e ser utilizada como energia, quando não há necessidade de ser utilizada como energia a insulina promove o estoque da glicose  na forma de gordura.

Consumir carboidratos ricos em fibras, ou seja, alimentos em sua forma integral favorece os níveis de glicose de forma lenta e gradual. Quando a glicose chega gradualmente ela é aproveitada como energia no organismo, deixando de ser estocada como gordura. Consumir alimentos como frutas, verduras, legumes, arroz e massas integrais, auxilia na disponibilização da glicose de forma gradual. Através desse mecanismo pode-se entender que o consumo excessivo e, principalmente, dos carboidratos refinados favorece o armazenamento de gordura no tecido adiposo, contribuindo para o ganho de peso e desenvolvimento de uma série de doenças associadas à obesidade.

Alguns estudos sugerem que a dieta baixa em carboidratos <130g  ou < 45% da energia de carboidratos parecem ser seguras e eficazes para os diabéticos e para o gerenciamento do peso.

Qual é a quantidade ideal de carboidratos para diabéticos?

A quantidade ideal de carboidrato deve ser calculada individualmente por um nutricionista. Não há evidências específicas para quantificar os carboidratos para diabéticos, sendo assim, as recomendações são semelhantes às da população em geral.

As recomendações da Diabetes Canadá se alinham a da Health Canada para a população geral, sendo de 45 a 60% da energia total. Como vimos, alguns estudos mostram benefícios com dieta <130g de carboidratos ou 45% da sua energia. Cada ser humano é individual e por esse motivo o profissional médico e nutricionista precisa conhecê-lo para melhor direcionar o plano alimentar.

Quais alimentos são ideais para diabéticos?

Os alimentos ideais para os diabéticos são aqueles recomendados para a população em geral. Os alimentos na sua forma integral como frutas, verduras, vegetais, legumes são recomendados e calculados conforme as necessidades individuais, após o cálculo realizado por uma nutricionista.

Alimentos permitidos

Os alimentos permitidos são carnes magras, vegetais folhosos, alimentos ricos em fibras, grãos integrais como arroz, macarrão e aveia. Leguminosas como lentilha, ervilha, grão de bico e outros feijões são indicados. Mesmo sendo permitido esses alimentos, existe uma quantidade estabelecida para serem consumidos, ou seja, porções diárias. Bons alimentos devem ser consumidos para fornecer os nutrientes necessários ao bom funcionamento do organismo, mas lembre-se, as quantidades recomendadas são válidas tanto para os diabéticos, quanto para os não diabéticos.

Saber selecionar os alimentos que não tem impacto nos níveis de glicose de forma rápida é fundamental para a manutenção da saúde.

Alimentos para consumir com moderação

As frutas secas são um alimento que deve ser consumido com moderação, por ser desidratada ela concentra os seus açúcares refletindo na glicemia.

Produtos enlatados e todos os industrializados devem ser consumidos com moderação.

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados são os produtos industrializados, processados como: salgadinhos, enlatados e açucarados (bolacha recheada, balas, chicletes, etc.).  Eles não são indicados por contribuir com a obesidade e por promover picos altos de glicose no sangue.

Como vimos, a obesidade e sobrepeso são um dos fatores que favorecem o surgimento da diabetes tipo 2 e um tratamento muito eficaz é ter hábitos alimentares saudáveis.

Conclusão

Apesar de haver necessidades de mais evidências em relação à introdução de uma dieta baixa em carboidratos para a melhora dos quadros de diabetes, principalmente a do tipo 2, os estudos mostram efeitos benéficos com essa redução. Outro fator importante é saber escolher os carboidratos e seguir uma dieta elaborada por um nutricionista, ter essa orientação é fundamental para o alcance dos objetivos e também para direcionar as melhores fontes de carboidratos.  Dessa forma os ajustes vão sendo feitos de forma segura e a eficácia será a longo prazo.

Referências Bibliográficas

Barnes. Diabetes Canada Position Statement on Low-Carbohydrate Diets forAdults With Diabetes: A Rapid Review. Can J Diabetes. v. 44, p. 295-299, 2020.

Disponível em:https://www.diabetes.org.br/category/diabetes/. Acesso em 22/04/2021.

Disponível em: https://saude.abril.com.br/alimentacao/dieta-low-carb-vale-a-pena/. Acesso em 23/04/2021.

Rolar para cima